sábado, 30 de abril de 2016

Observando os Astros – Dia do Trabalho

         Dois dias observando os Astros – 
Dia do Trabalho 
     Prezados/as estudiosos/as da velha Dama Astrologia em seus movimentos celestes, um convite para olhar o Firmamento com o olhar dos antigos sábios do Oriente; a Mesopotâmia.
     Um mergulho como observavam o céu na Pérsia; Suméria, Assíria, Babilônia e Caldeia. Privilégio a ser repartido com outra civilização, o Egito. Tempo sem relógios, tempo de construções de observatórios e anotações a olho nu gravadas em tabletes de terracota.
     Com recursos da tecnologia, desenvolvida por cientistas astrônomos, físicos e matemáticos contemporâneos, podemos traçar Mapas Astrológicos com rapidez e apreender o significado simbólico dos Astros em seu movimento diário, percorrendo os signos do Zodíaco (não confundir com as Constelações).
     Como é bela a visão celeste em sua infinitude e grandeza cósmica, seja em sua realidade física, seja em sua simbologia metafísica!
     Convido aqui observar o movimento celeste, em 48 horas, a partir de hoje, 30 de abril, dia 1 de maio - Dia do Trabalho - até 2 de maio de 2016 (do ponto de vista da cidade do Rio de Janeiro, Brasil, onde resido). Olhar os elementos por onde caminham os Astros, os aspectos entre eles. A potência do macrocosmo atuando nas moléculas do microcosmo.

   
 clicar - observar MAPAS

São dois dias para reflexões profundas. Não escrevo interpretações em jargão astrológico. Cada estudioso que faça as suas interpretações, registrem ou converse com seus pares se assim desejar. Apenas convido a olhar o Firmamento, o Céu Astrológico, em sua magnitude do Oriente ao Ocidente. O Céu e a Terra interagindo com precisão e liberdade criadora.


    “A liberdade é mais forte que todo o ritmo do Universo”
 Pierre Secondi o.p.
        martha pires ferreira 30/abril/2016

Nenhum comentário: