segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Marcha em Paris - Mudança climática –


 Place de La Republique - 2015 
O grande desafio para as nações
 – acordo - mudança climática
O MUNDO EM MARCHA
por amor à Mãe Natureza
 


 


estou presente na Marcha de Paris...
O MUNDO é AQUI
Rio de Janeiro - Brasil

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Astrologia - Evento Cultural - Biblioteca Parque Estadual

 Escrito nas Estrelas
Astrologia - Evento Cultural - imperdível no Teatro da Biblioteca Parque – por questões técnicas, do dia 28 /nov. - foi transferido  para  dia 5 de dezembro, sábado - das 11 às 13h. Av. Presidente Vargas, próx. Campo de Santana (entrada franca).
Ver as mudanças - 















Pela manhã, dia 12 das 11 às 13h - Mar Português – eixo - Fernando Pessoa
– poeta, filósofo astrólogo e muito mais.








Apresentadora:
Lilian Fontes Moreira.
Painel:
José Maria Gomes Neto
Ana Elisa Reis
Martha Pires Ferreira
Antonio Carlos Bola Harres - (coordenação)

sábado, 21 de novembro de 2015

Santa Teresa abandonada.- SOS


Bondes - novembro de 2015
Santa Teresa abandonada - cidade do Rio de Janeiro.
      Carência de transporte ///
 Cadê os BONDES?
Bondes bonitinhos e inoperantes – usuário que se dane.
SOS - “QUEREMOS NOSSOS BONDES”



Bondes abertos amarelinhos andam de lá pra cá e de cá pra lá levando turistinhas “de graças” pequeno trecho depois dos arcos da Lapa - deixando de lado os usuários do bairro.

Até quando vamos sofrer com memória em seu Nelson?
 Alegria por um dia... os bondes não servem à população. Filas intermináveis pra dar um passeio. 

Até quando? Beleza não faz mesa!
Bondes empacotados na garagem,
 sujeitos ao vento e à tempestade.
   Queremos nossos BONDES circulando o bairro!
------------------------------
------------------------------

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Evento Cultural - Escrito nas Estrelas


Evento Escrito nas Estrelas, evento cultural dia 21 e 28 de novembro, sábado,  no 
Teatro da Biblioteca Parque Estadual  das 10h às 16h30 - aberto ao público.

Av. Presidente Vargas, 1.261 (próximo ao Campo de Santana)
Estarei presente dia 21, mas participarei das mesas no dia 28.
clicar imagem para ler programação.


Vamos viajar com
Fernando Pessoa
~~~~~~~~~~~~

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Ciclos planetários, uma reflexão.

     
          Para onde caminha a Humanidade? As causas não estão nos astros, mas pautadas na ganância dos bípedes pelados, que somos nós habitantes deste planeta Terra. Nossa amada Minas Gerais num lamaçal inconcebível; destruída no meio ambiente e humanamente. Paris e o mundo perplexo gemem e divididos clamam ódio ou em desespero desejam uma saída diplomática.
          Olhem o Firmamento e as configurações dos ciclos planetários de 24/set./1984...e seguintes 1985/ 1986...Com o coração contido venho há anos observando os Mapas Natais/ vários países/ o comportamento dos jovens sem levar em conta a hora, local ou nação; apenas acompanhando os CICLOS PLANETÁRIOS.
          Quem segurará a potência desta geração e seguinte? Os adultos em seus podres poderes $$$$ dormem na cadeira de pedra de Cronus/Saturno (antes de perder seu poder, de tornar-se um velho sábio). Capricórnio, que rege os joelhos, está com Plutão transitando por este signo, 13º39’, exigindo que todos ajoelhem, dobrem as pernas, se curvem. A Mitologia mostra os horizontes. Tudo está escrito nas Estrelas. São recados do Criador para a Criatura.

          Aqui um Mapa Natal – um Horóscopo – com hora aleatória, eventualmente, Paris. Poderia ser uma cidade qualquer. Importa aqui, e aponto, são as configurações de 8/jan./1986, um stelium – signos, planetas, aspectos e os quatro elementos básicos da Mãe Natureza. Observar os ciclos planetários desta época até nossos dias, sem preocupações com a hora. Olhar o céu, simplesmente. O exercício de depuração cabe a cada um de nós em solidariedade com o coletivo, com toda a humanidade.
 
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Para onde caminha a Humanidade?

  Nossa amada Minas Gerais geme os horrores da inconsequência num lamaçal indescritível.
 /// Brasil geme de dor.
  Paris geme de perplexidade e ódio sem fronteiras.
/// o mundo inteiro geme de dor.

Qual o horizonte de tanta violência ?
Para onde caminha a Humanidade?
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Poetizo a desviolência
                                    
Mundo desprovido de cultura humanitária
gera violência
País que não se cuida gera violência
Indústria bélica gera violência

TV que promove violência gera violência
Dessacralização atraí violência
Ausência de afeto e partilha gera violência
Desprezo à natureza gera violência

Intelectuais cheios de teoria geram violência
Discursos vazios geram violência
Acadêmicos vislumbrados geram violência
Ufania ao capital gera violência

Progresso sem alteridade gera violência
Injustiça social gera violência
Culto à personalidade, ao botox e ao sexo
geram violência

Doçura, simplicidade
silêncio e espiritualidade
esvaziam a violência
___________________
Martha Pires Ferreira / 2013

sábado, 14 de novembro de 2015

Noite escura da humanidade

Horóscopo Natal da noite de horror em Paris ontem, dia 13 de novembro às 21h49.    
Horror em tempo de escuridão no coração da História.
          Não exponho meu pensamento em análises astrológicas. Um bom estudioso está sabendo ler o Firmamento. Nada acrescenta, ao público leigo no assunto, dizer o que apontam os astros ou o que o ser humano está fazendo/procedendo em seu estado biológico, e mais, antropológico/sociológico tão involuído, tão mesquinho. Os horrores do mundo são realizações tecidas por seres insignificantes. O outro é o inimigo e o culpado, portanto deve ser destruído, não há espaço no coração do ser menor para feitos de solidariedade, e menos, para a amorosidade. 



















Barbárie não leva a nada.
Diálogo é necessário.
Confrontos de cultura, valores e princípios
necessitam de um ponto convergente.
____________
A necessidade da Vitória

Quando um arqueiro atira sem alvo nem mira
Está com toda a sua habilidade.
Se atira para ganhar uma fivela de metal
Já fica nervoso.
Se atira por um prêmio em ouro
Fica cego
Ou vê dois alvos –
Está louco!

Sua habilidade não mudou. Mas o prêmio
Cria nele divisões. Preocupa-se.
Pensa mais em ganhar
Do que em atirar –
E a necessidade de vencer
Esgota-lhe a força. 
                           Chuang Tzu 300 a.C.
~~~~~~~~~~~~~

domingo, 8 de novembro de 2015

Retiro com Frei Brian J. Pierce, OP - 2015

     
            Passei dois dias recolhida ouvindo a sabedoria de um dominicano; Frei Brian J. Pierce, OP. Pessoa profunda, viajada, vivida, leve, alegre e de visão universal. Para meu espanto fala espanhol fluente. Veio dos EUA para nos falar sobre “O sacramento do momento presente” – abordagem; Jesus de Nazaré, Mestre Eckhart, OP e Thich Nhat Hanh - Thay.
           Organização: Círculo Gregório de Nissa na Casa de Retiros Pe. Anchieta (local de recolhimento dos padres jesuítas). Chovia cátaros e soubemos tirar proveito pleno. Meditação silenciosa; sentada e andando. Respiração pausada, consciente. Tempo de confraternização.
Algumas preciosas reflexões de Frei Brian:
"Aqui estou /momento presente"..." nascemos do Amor, vivemos no Amor, vivemos no ventre no Universo". " A vida contemplativa é como respirar". "Deus é, nos ama, ponto". "Viver conscientemente cada instante". " O rio flui, deixar o rio fluir". "Os grandes místicos não fazem nada - observar, contemplar esta obra interior". "Grande intuição de Dom Ramon: de mãos abertas esperar em silêncio". "Não interferir no processo interior, caminho apofático"."Encontro com o mistério de Amor sendo presente". " Contemplar o jardim interior, não somos tão importantes". " A vida é acessível apenas no momento presente". "O momento presente é o único momento que existe".











São Gregório Magno:
"A verdadeira contemplação é descansar em Deus, com Deus, impregnado do Amor, intuição pura.
Mestre Eckhart:
“A realização mais nobre desta vida é calar-se e deixar que Deus aja e fale dentro de nós... Para que Jesus possa falar dentro da alma é preciso que ela esteja só e silenciosa”.  
“O reino de Deus está dentro de vós”, disse Jesus.
“Sentarei em silêncio e escutarei a voz de Deus dentro de mim. Nada se parece tanto com Deus como o silêncio”.
Thich Nhat Hanh – Thay:
“A vida existe apenas no momento presente. Se você estiver distraído, se sua mente não estiver com seu corpo, você perderá seu encontro com a vida... estar em estado de Plena Atenção significa estar presente, vivo, alerta naquele momento... É a capacidade de viver com profundidade todos os momentos de sua vida diária”.
Mateus 1,35:
“De madrugada, quando ainda estava muito escuro, Jesus levantou-se, saiu e foi a um lugar solitário, onde se pôs a orar”.
Willigis Jäger, OSB:
“A pessoa mística olha dentro se seu próprio ser experimentando a Deus de maneira imediata e profunda”.
Etty Hillesum (judia mística assassinada em campo nazista):
“Em algum lugar dentro de mim o jasmim continua a florir imperturbável, com tanta profusão e delicadamente como sempre fez. E ele difunde seu perfume pela casa onde habitas, ó Deus. Podes ver que procuro por Vós. Trago-vos não somente minhas lágrimas... Trago-vos também jasmim perfumado. E trarei para Vós todas as flores que encontrar pelo caminho... Mesmo que esteja trancafiada numa cela estreita, se uma nuvem passar por minha pequena janela gradeada eu lhe trarei essa nuvem, ó Deus, enquanto tiver forças para isso”.
 
Thomas Merton (oração):
         “Senhor, meu Deus, não sei para onde vou. Não vejo o caminho diante de mim. Não posso saber com certeza onde terminará. Nem sequer, em realidade, me conheço, e o fato de pensar que estou seguindo a Tua vontade não significa que, em verdade, o esteja fazendo. Mas creio que o desejo de Te agradar te agrada realmente. E espero ter esse desejo em tudo que faço. Espero que jamais farei algo de contrário a esse desejo. E sei que, se assim fizer, Tu me hás de conduzir pelo caminho certo, embora eu nada saiba a esse respeito. Portanto, sempre hei de confiar em Ti, ainda que me pareça estar perdido e nas sombras da morte. Não hei de temer, pois estás comigo e nunca me abandonarás, para que eu enfrente só os perigos que me cercam”. 
 [Na Liberdade da Solidão / Ed. Vozes, 1961 – pág 75. Tradução: religiosas da Companhia da Virgem, OSB, Petrópolis, RJ] Procurar adição atual.

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Flores do bem, minha janela




Minhas flores, meu jardim,
 minha sacada - janela
Coroa da Imperatriz. 
Só aparece uma vez ao ano 
 fins de outubro virada novembro.
Curioso,  flor rara 
 Escorpião

domingo, 1 de novembro de 2015

NISE transborda nossa sensibilidade – dois filmes dois esplendores.

Dois Filmes centram em Nise da Silveira

Olhar de NISE e 
NISE, o Coração da Loucura -

Olhar de NISE // encanta como precioso e pontual Documentário. Entrevistas: permeadas pela eloquência refinada da própria Nise da Silveira em depoimento inédito e os testemunhos de plurais entrevistados, que na sua maioria, conviveram próximos dela.

NISE, o Coração da Loucura // tempo de intensa rebeldia e enfrentamento à psiquiatria vigente nos anos 1940 e a ousada contribuição de Nise à medicina moderna com a inserção da Terapêutica Ocupacional, como método efetivo ao tratamento das doenças psíquicas e gravíssimas perturbações emocionais. Dando às produções plásticas um lugar nobre como expressão de seus clientes, potência efetiva por meio da criatividade, caminhos para uma vida digna e de respeito como pessoa. A paixão de Nise pelas suas ideias e trilhas com afeto e o bom convívio humano.
O diretor Roberto Berliner e toda a sua equipe em NISE, o Coração da Loucura está de parabéns ao receberem o mais que merecido prêmio máximo, Grand Prix, no Festival de Cinema de Tókio, tendo Glória Pires recebido prêmio de melhor atriz. Que riqueza para o cinema do Brasil!
(foto Ag. O Globo, 1986, Celso Meira)
 O diretor Jorge Oliveira, também, está de parabéns pelo seu excelente Documentário Olhar de NISE que encanta e comove o público na fonte da sabedoria viva da encantadora Nise. 
A precursora e a revolucionária NISE - mulher intuitiva e de inteligência superior, pessoa rara, doce guerreira libertária - VIVE!
                 

Há no meu temperamento essa fúria. Quando eu quero uma coisa, eu insisto.

É necessário se espantar, se indignar e se contagiar; só assim é possível mudar a realidade.

Para navegar contra a corrente são necessárias condições raras: espírito de aventura, coragem, perseverança e paixão.