Páginas

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

2014, início a uma nova Era da História da Humanidade?

Céu, dia 1 de Janeiro de 2014, 0h00, RJ - Brasil
 Era de Aquarius
(...) por volta do ano 2014 (!?) podemos dizer (...) dando início a uma nova Era da História da Humanidade.

 A Era de Ouro da Humanidade, segundo a filosofia Yoga. A Era da Beleza porque a Era do Caminho da Sabedoria. E quem sabe, a Era da Arte de Viver!  O homem se harmonizando com sua natureza – com o alargamento do seu eu. O crescente emergir da criatividade inegavelmente trará maiores possibilidades de felicidade e prazer na esfera individual e coletiva. Os homens continuarão como sempre foram; com seus aspectos claros e escuros, com suas contradições de seres mortais. Entretanto, saberão melhor como lidar com esses aspectos escuros e sombrios que existem em cada um de nós. As máscaras, tão comuns nos relacionamentos diários, não terão mais sentido porque o homem novo na sua autenticidade e espontaneidade não terá mais o que evitar, esconder, temer. Ele saberá aceitar-se e aceitar o mundo, assim como será aceito na sua legitimidade de ser único, integrado no coração mesmo do Universo. O homem da Era de Aquário é o homem independente. É o homem que elabora o processo da liberação total.

Texto de meu artigo Era de Aquarius - publicado em 1972, Jornal Rolling Stone - Rio de Janeiro. Brasil
martha pires ferreira
 Vitral
Que os doze meses de 2014 sejam de abertura à níveis de consciência mais elevados 
para todos os viventes deste belo Planeta Terra,
Nossa Casa  Comum.
________________________

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

O velho 2013 se despede e se alegra com o Ano Novo 2014 !

      
 Arquétipo da criação - mosaico s/d.
            O velho 2013 se despede e se alegra com o Ano Novo 2014.
                                                                                            Martha Pires Ferreira
          Quem em plena consciência dos valores essenciais, da vida e da pessoa humana, não se envergonhou com as barbáries, descasos para com a Mãe Natureza, abusos de poder, gestos e atitudes de indignidade em muitas e variadas instâncias no percurso deste ano de 2013, não só no Brasil como no mundo, em seu todo? Sem esquecer-se dos fenômenos naturais, os mais imprevisíveis e dolorosas. Ah, dirão, sempre foi assim!
          Velho e cansado da insensatez dos bípedes pelados, que somos todos nós, 2013 se retira com altivez. Leva com sabedoria, os frutos da Árvore do Bem colhidos aqui e ali: sabe que todos os gestos e atitudes de nobreza, generosidade, fraternidade, grandeza de alma, criatividade, misericórdia, arte, amor e beleza, vividos no percorrer do ano se desdobrarão plenos e auspiciosos por todo o 2014.  
          Felicidade para todos os habitantes desta Casa comum que é o nosso Planeta Terra, onde somos irmãos/irmãs! Saibamos nivelar a pessoa, nossos iguais, por valores humanitários e suas virtudes, as mais nobres, com cuidados e coração afetivo.
        Estejamos mais conscientes, em 2014, que o calor eólico e ardente do Sol nasce para todos indistintamente, que todos somos uma única família terrestre, que temos que cuidar e zelar, e amar com senso comum, sem exclusões, a todos e a tudo que nos envolvem, que de direito e de fato tudo a todos pertencem; as riquezas do solo, do ar e das águas.
          Sinalizados pela beleza do Firmamento caminhamos em direção a níveis mais elevados de existência humana. Afinal não fomos criados para sermos poderosos, endinheirados, famosos, gananciosos, midiáticos, acadêmicos, Vip etiquetado e/ou empanado, mas sim, unicamente, fomos criados para sermos seres humanos, simplesmente, SERES HUMANOS – estando e sendo a cada dia - pertencentes ao Todo incognoscível.
           Novas portas de percepção se abrindo em 2014!
          Que o BEM, em espírito de coletividade e comunhão para com o próximo, sobrepuja sobre o MAL, individualista e tacanho, no coração de cada pessoa/cada cantinho do Universo.

        Que todos nós estejamos esperançosos e criativos em 2014, por um mundo solidário e pleno de alegria paradisíaca!
Astrólogos observam o céu, séc XVI

 Astrólogos observam as estrelas s/d.
Quais mensagens o Cosmo/Firmamento nos oferece?
Escute o seu coração, sua sensibilidade e seja criativo.
~~~~~~~~~~~~~~~~

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Feliz Natal para todos !

Tiziano séc. XVI - Madona com o Menino Jesus

Feliz Natal para todos, para os cristãos na Palestina, também!
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

sábado, 21 de dezembro de 2013

Quem é Jesus? Esta criança que nasce a cada ano, quem é?


 Arte catalã - séc. XII

Giotto séc.XIV   Filippo Lipi séc. XV


                                     Veronesse séc. XVI       e                                                                                           
          Murilo séc. XVII
          Faço minha a Mensagem de Natal – palavras de um dos artistas singulares da Casa das Palmeiras, D.:
"Feliz Natal para todos e para Deus também"
 Ele disse: “para Deus também” 
clicar para a leitura
   De coração, com o melhor que existe em mim, quero agradecer a todos os queridos familiares e amigos/as que colaboraram com recursos materiais, em depósito bancário para a Casa das Palmeiras - termino anual com as contas em dia - obra humanitário-social, idealizada por Nise da Silveira, para tratamento de pessoas com transtornos psíquicos e/ou emocionais, graves. Em geral pessoas singulares na sua maneira de estar no mundo. Espaço criativo onde se convive com beleza e afeto de lidar.
          Visitem a página - http://casadaspalmeiras.blogspot.com (ver link)
________________________

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

ZERO DÓLAR - Cildo Meireles


Zero Dólar – 6.7 x 15.7 cm / litografia/offset, 1984.
Frente e verso – assinado.
Obra do artista plástico Cildo Meireles.
Preço: R$ 3.000,00 (três mil reais)

Doação benefícios para a Casa das Palmeiras
Obra de Nise da Silveira - Rua Sorocaba, 800 / Botafogo, RJ.

Contato: Martha Pires (21) 2242-9341

[Ver cotação em Bolsa de Arte].
_________________________________________

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Flores do Bem - Mandela e Fauzi Arap

 Descansem em Paz - 2013
Dois grandes homens: Nelson Rolihlahla Mandela
Fauzi Arap
Flores - begônias e coroas da imperatriz para estes dois grandes homens.
___________________________________________________

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Flores do Bem - Coroa da Imperatriz

Na sacada de minha janela nasceram várias flores de grande beleza - Coroas da Imperatriz.
 Elas só nascem uma vez ao ano, em novembro.
 Expressões do divino se manifestando na matéria!
Sem a majestade da  Natureza Mãe, da Música, das Artes, dos Animais, dos Sábios que me chegam com suas obras, do meu Afeto aos mais próximos e aos vulneráveis/indefesos eu não suportaria viver neste mundo saturado de imbecilidade, mediocridade, ignomínia, salamaleques intelectuais, cultura marrom de fundo de quintal, injustiça social 
e "disse que disse" sem fundamento, sensibilidade e humanidade.
Viva o encantamento das flores!
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Perplexa diante da baixeza do "professor".

Apoiar Joaquim Barbosa foi das coisas mais baixas que FHC fez em sua vida

Paulo Nogueira - homem de lúcida coragem - seu artigo, hoje, 22/11/2013 - www.cartamaior.com

Paulo Nogueira é jornalista. Ex-diretor de Exame e da Editora Globo. É responsável pelo site Diário do Centro do Mundo. 
~~~~~~~~~~~~~~~~

sábado, 16 de novembro de 2013

Ação Penal 470 - Mensalão

          Não me dou o direito de ser omissa ou ignorar de todo o que se passa na vida política, social e religiosa, seja Brasil ou no mundo, como um todo. Ser consciente e acompanhar os fatos, neste momento de profunda transição, é cumprir dever de cidadã, é viver de mãos dadas com a Humanidade.       
          Neste instante o que me chama atenção é o Teatro da Corte, a cortina que tende fechar o grande espetáculo da Ação Penal 470: a condenação dos réus... A grade sonora.
          O chamado Mensalão não foi julgamento; foi puro Linchamento.   
          Personagens de nossa Suprema Corte primorosa em recursos, mostraram que seu objetivo máximo era mesmo punir os principais nomes do Partido dos Trabalhadores, com provas inexistentes. O tempo todo foi pontual na inversão ou subversão na ordem das provas.  E a mídia reacionária, ansiosa, ignorando a autenticidade dos fatos, aplaudia por condenações. O espetáculo foi patético; Ministros em debates acalorados caçavam nos autos textos que incriminassem ou não; a culpa e a inocência como peças de xadrez percorriam o tabuleiro. Perdiam-se a cada movimento em busca de formação de quadrilha. Hilário, por vezes.
          Li matérias de homens e mulheres com pareceres lúcidos. Chamou-me atenção o que li do cientista político e filósofo Wanderley Guilherme dos Santos no site www.cartamaior.com, ontem, 15 de novembro. Ele nos diz que Péricles, ateniense, tinha por opinião que nem todos tem sabedoria para governar, e, que é universal o direito de julgar um governo. Guardei comigo a frase pontual dele: “Não há nada a copiar neste julgamento de exceção – a Ação Penal 470”.
         Amanhã é outro dia. A vida segue seu rumo. As conquistas Democráticas, graças, em muito, ao Partido dos Trabalhadores, se impõem, se fazem vigorosas e soberanas. Direitos das classes populares alcançados na contramão daqueles que só visam mesmo é explorar o povo e a Nação. Liberdades foram conquistadas e seguirão horizontes amplos. O governo pertence ao povo – o povo é o governo e o governo é o povo em suas conquistas essenciais: pela reforma agrária, eleitoral ampla, tributária, universitária, pela emancipação econômica e justiça social, progresso do Brasil com bom senso em respeito às leis da Natureza Mãe.
          O salto quântico das conquistas há de democratizar o capitalismo perverso e selvagem dando lugar a níveis mais elevados de consciência e humanidade política, econômica, religiosa e social. Há sabedoria no tempo. Avancemos, a Vida exige.

 Grade de Tapera. Um ponto de vista - bico de pena, 
  martha pires ferreira, manhã, 16 de novembro de 2013, rio de janeiro.

sábado, 9 de novembro de 2013

RÁDIO MEC - Salvemos !

INCONCEBÍVEL NÃO CONSULTAR O POVO
NESTE DESMONTE DA RÁDIO MEC FM
SALVEMOS A RÁDIO MEC FM!

CRESCI OUVINDO a Rádio MEC. 
“Hoje, não viveria feliz sem a MEC FM”... ouvi isso de muitos/as amigos/as.
Gostamos de muitos gêneros musicais, mas sem a música clássica, de concerto, é pobreza cultural. Não conheço pessoas da Rádio, sou uma simples ouvinte desde sempre.
Desmontar a rádio MEC FM é mais que insensibilidade e falta de cultura geral, é crime social que lesa o povo diretamente. É desprezo ao bem comum.
Rádio MEC FM, a rádio de música clássica do Brasil.
~~~~~~~~~~~~
Sobre o excelente artigo em O Globo do jornalista Arthur Dapieve,
Edino Krieger escreveu:

Prezado Arthur Dapieve
Parabéns por seu excelente artigo sobre a Rádio MEC. Você faz um retrato de corpo inteiro sobre a situação da emissora. Como você diz, não se trata de uma simples troca de mãos, mas o fim de um longo processo de esvaziamento de uma emissora que já foi uma BBC brasileira, e hoje vê seu acervo e seu patrimônio sucateados. Durante muitos anos e até recentemente a Rádio MEC possuía um estúdio sinfônico, e tinha uma Orquestra Sinfônica, Orquestra de Câmara, Quinteto de Sopros, Quarteto de cordas, Trio de violino, violoncelo e piano, Conjunto de Música Antiga, Grupos de Choros, Orquestra Afro Brasileira, Coro de Câmara, etc. Não era pouco.
É preciso que os donos do poder compreendam que a Rádio MEC não pertence a nenhum governo, mas é um patrimônio da cultura brasileira e pertence a todos os seus ouvintes, que são também os seus mantenedores através dos impostos que pagam.
A atitude da EBC, com seu autoritarismo, é um resquício dos tempos da ditadura, quando começou o desmonte da Rádio, hoje reduzida a um mero toca-discos radiofônico. A proposta de “popularizar” o repertório clássico é ridícula, se lembrarmos que algumas das músicas mais populares do mundo são clássicas, utilizadas até como trilhas sonoras e comerciais. Gostaria de lembrar também as dezenas de taxistas da nossa cidade que estão ligados na Rádio MEC. O que estão fazendo, no meu entendimento, é minar a programação da “rádio de música clássica do Brasil” com uma transmissão inexpressiva da música brasileira, apesar do acervo fonográfico que a Rádio possui, talvez um dos maiores do Brasil. Exemplificando, não tenho nada contra o jazz, particularmente, mas é inaceitável as 5 horas semanais desse gênero, mostrando uma submissão de colônia numa emissora OFICIAL. É frequente, também, a inserção de música popular instrumental – que tem as emissoras comerciais para sua divulgação – na programação de “grandes clássicos”, o que me parece uma transgressão conceitual, com o propósito de desfigurar o caráter original da emissora. A atual Rádio MEC ignora centenas de gravações históricas de música brasileira, realizada principalmente nos anos 60 e 70 pela antiga Rádio MEC e mais recentemente pela Academia Brasileira de Música, pelas Bienais de Música Brasileira Contemporânea e outras instituições.

De um tempo para cá, os músicos brasileiros passaram a se dedicar mais à gravação e divulgação da música brasileira, indo na contramão da Rádio MEC atual. Teria dezenas de exemplos para citar. Onde esses músicos vão ouvir seus CDs tocados se a Rádio MEC os ignora?

É preciso evitar que esse patrimônio cultural, formado a partir do legado de Roquette Pinto, alcance o seu desmonte final.
Muito obrigado pela lucidez de suas palavras em prol da música,
Um abraço do
Edino Krieger
Rio de Janeiro, 08 de novembro de 2013

_____________
Gostaria de saber onde o precioso acervo da Rádio MEC está arquivado, guardado.
Protegido em que condições?
È um direito legítimo de qualquer cidadão/ã saber
Martha Pires Ferreira _________

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

C. G. Jung - Estudo

O Grupo de Estudo C. G. Jung dá continuidade à leitura do 
O LIVRO VERMELHO
Liber Novus

Cada encontro um capítulo com reflexão profunda:
Sempre às quartas-feiras – (15 em 15 dias)
- das 19h às 20h30
Dias: 6 e 20 de novembro e 
4 de dezembro de 2013.
                Local: Casa das Palmeiras
Rua Sorocaba, 800 - Botafogo.
Venham conhecer esta obra com imagens – 
esta caminhada interior é gratuita para o público.
Inf. Tel. 2266-6465 (2ª à 6ª feira - às tardes)
__________
Nota: O Livro Vermelho de Jung
Ed. Vozes - já possui nº especial sem as imagens/pinturas, só para leitura.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

sábado, 2 de novembro de 2013

Rádio MEC FM - SOCORRO!

A rádio MEC - AM e FM - árvore frondosa, majestosa e imponente, velha e sábia, não pode ser derrubada pelas mãos dos insensatos, dos modismos modernosos.
Em especial, morremos todos, um pouco, só em pensar que a MEC FM 98.9 MHz – 30 anos – será decapitada em nome da ausência de conhecimento e amor à música de concerto, a música clássica. A música em sua totalidade no percurso da história; antiga, medieval, moderna e contemporânea.
Impensável viver sem a Rádio MEC FM! 
Serra elétrico acústica, com som metálico, tinindo em nossos tímpanos,  já nos está a avisar que irão cortar esta árvore nas suas bases.
 Rádio MEC - SOCORRO! 
Espero estar enganada. Salvemos a rádio MEC AM e FM ! 
Árvore histórica no Parque das Ruínas /Santa Teresa, RJ/ é real analogia à Rádio MEC - árvore frondosa que não foi cortada - preservada como patrimônio da humanidade. 
~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Ler - www.soniarabello.com.br  -  “O desmonte da Rádio MEC” .
____________________________

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Nise da Silveira - 15/02/1905 - 30/10/1999

São 17 anos de saudades de Alice Marques dos Santos (1996) 
e 14 anos de saudades de Nise da Silveira (1999)
Duas grandes médicas psiquiatras; mulheres essencialmente humanas que dedicaram suas vidas aos doentes mentais e aos mais frágeis emocionalmente. Duas revolucionárias e precursoras. Pioneiras dos estudos de C. G. Jung no Brasil, e, em profundidade. Dra. Alice foi a mão sustentáculo na obra de Nise, foi ela quem abriu as portas do Hospital Odilon Galotti, anos 1970, dando liberdade aos prisioneiros a passearem e lancharem fora do campo hospitalar, Engenho de Dentro. Por toda a sua vida Dra. Alice colaborou intensamente como médica e na diretoria da Casa das Palmeiras, desde o início da sua fundação. 
Minha homenagem às minhas queridas amigas sábias e mestras. 
ver Nise - link - http://casadaspalmeiras.blogspot.com

 Alice e Nise - 1993 / fotos: martha pires ferreira.
Alice, Nise e Martha
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

sábado, 26 de outubro de 2013

Samba jazz Trio - desenho esboço

Música, um dos veículos para se apreender a vastidão infinita/visão absoluta, percepção pura.
Estado de oração / meditação / vacuidade. Ação feliz e com alegria. 
Som - música / refinada.
Clássica, erudita, de concerto, popular...sempre desejar a melhor música.
Aqui Samba jazz Trio 

(desenho esboço - martha pires ferreira).

Luiz Alves – contrabaixo acústico, Marcos Ariel - teclado e Roberto Marques - percussão.
Local: Brasserie Rosário - 
ontem, 25/10/2013 (sempre às sextas-feiras, das 18h às 21h).
Noutro momento, ouvimos Clauton “Neguinho” Sales - percussão e trompete, Luiz Alves - contrabaixo acústico e Marcos Ariel - teclado
Música - estado de pureza primordial!
________________

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Petróleo - soberania nacional

Matéria que não poderia deixar de transcrever, em parte, aqui no meu Blog , martha
~~~~~~~~~~~~
A redistribuição social da renda petroleira
                                   por Saul Leblon – editorial (23/10/2013)

Se o modelo de partilha na exploração do pré-sal tiver êxito abre-se um precedente em enorme impacto simbólico na vida política nacional
(...)
A verdade é que o modelo adotado pelo Brasil, sem ser o ideal, busca acomodar três imperativos que formam quase um trilema: urgência, soberania e escassez de capital.
Uma sociedade em desenvolvimento, mergulhada em assimetrias sociais e econômicas do calibre das enfrentadas pelo Brasil  precisa, no prazo mais curto possível, ativar a gigantesca poupança que a natureza lhe reservou no fundo do oceano, cujo valor se conta em múltiplos de bilhões de barris e trilhões de reais.
Por razões implícitas, a massa de recursos capaz de mover a chave do cofre é indisponível.
O modelo de partilha emerge assim como aquele que afronta o apetite exclusivista da matilha, ainda que sem excluí-la de sentar-se à mesa.
O capital estrangeiro é convidado, desde que se atenha ao prato e a sua porção.
O comando do negócio tampouco lhe cabe, nem  terá o direito de ficar com a parte do leão.
O governo assegura que com esse arranjo  cerca de 80%  da renda de Libra ficará com o Estado brasileiro.
Contabilizada da seguinte forma: R$ 15 bilhões de bônus de assinatura;  R$ 270 bilhões de royalties; R$ 736 bilhões de excedente em óleo (a partilha, propriamente dita); 34% de imposto sobre o lucro das empresas, ademais de 40% da fatia das empresas, corresponde à parcela da Petrobrás.
Em cadeia nacional na noite de 2ª feira, a Presidenta Dilma Rousseff detalhou o cardápio que o discurso conservador se recusa a por na mesa, talvez porque o prato que tem a oferecer seja  raso e ralo.
 

Continua... Ler íntegra - www.cartamaior.com  (23/10/2013).
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Os doze signos no Zidíaco


Ver no Blog /// síntese das características dos Signos


Áries - em 5 de abril de 2008
Touro - em 4 de maio de 2008
Gêmeos - em 7 de junho de 2008
Câncer - em 10 de julho de 2008
Leão - em 5 de agosto de 2008
Virgem - em 14 de setembro de 2008

Libra - em 18 de outubro de 2007
Escorpião - em 18 de novembro de 2007

Sagitário - em 16 de dezembro de 2007 

Capricórnio - em 9 de janeiro de 2008

Aquário - em 1 de fevereiro de 2008
Peixes - em 7 de março de 2008

**********************************

 selos

domingo, 20 de outubro de 2013

Meditação andando - Santa Teresa


Flores do Bem !
Caminhando por Santa Teresa em estado de Meditação à luz do Sol matinal. Sem pressa. Com sapatos leves para sentir o chão passo a passo. Respiração profunda esvaziando pensamentos.
Final da caminhada registrando algumas imagens ao olhar a irmã Natureza e seu entorno.




O silêncio interior a cada passo desvela e revela.
Fotos minhas - martha pires ferreira
_______________________________________

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Nise da Silveira, saudades eternas!


 (1905-1999)
Nossa eterna NISE DA SILVEIRA no dia de seu aniversário, 15 de fevereiro de 1995, com bela festa - 90 anos.
Foto inédita: Martha Pires Ferreira (liberado para todos que a admiram)
~~~~~~~~~~~~~~~~
José Paixão  - Artista plástico - gravador.
Dra. Nise é uma árvore que soube crescer com galhos para todos os lados.
É como uma grande árvore sempre com brotos novos.
Velhas folhas "caem" e outras folhas novas vão nascendo.
Ela é quase uma divindade, seu trabalho é um trabalho divino.
      _________________________

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Rostos contemporâneos

 santo lar
 sementes ideias
que fazer?




 a poeta e as amigas
~~~~~~~~~~~~~~~~~
Rostos contemporâneos -
Desenhos bico de pena e aquarela.
martha pires ferreira

sábado, 5 de outubro de 2013

Allegretto e Andante com ponta de caneta nanquim


Desenhos - Martha Pires Ferreira
 Jovem sério - bico de pena/nanquim e aquarela, 2011.
Rostos de jovens mulheres - bico de pena/nanquim, 2013.
Desenhar é ato de liberdade!
Todo ser humano pode desenhar, é só começar.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Placa Mãe 2

 Martha Pires Ferreira - Placa Mãe 2
 - interferências com pintura a óleo, desenhos e selos, 2013.
Placa Mãe 2 - Trabalho exposto na minha exposição
 - Casa Amarela, de 31 de agosto a 21 de setembro de 2013, Rio de Janeiro. 

sábado, 21 de setembro de 2013

Jovem antenada mídia ninja

 
 Jovem antenada mídia ninja. 
                                                  Múltiplos ~ lápis grafite, 2013 -
                                                         Martha Pires Ferreira                                                                                                                       ______________________________