Páginas

sábado, 24 de setembro de 2011

Oração de Friedrich Nietzsche

Quem disse que Nietzsche não tinha percepção e sede de Deus? Quem disse?
Saiba um pouco mais, querido amigo/a, o que Nietzsche escreveu:
Oração ao Deus Desconhecido.
Desenrole este pergaminho virtual em estado de plena atenção, está publicado em 30 de março de 2007/Flores do Bem. Ali você encontrará a Oração de Nietzsche.

Tradução do filósofo, teólogo e escritor Leonardo Boff.

___________________________

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Flores do Bem

Oração de Thomas Merton
Na Liberdade da Solidão
/ Ed. Vozes, 1961 – pág 75.
[Tradução do original inglês das religiosas da Companhia das Virgem, Petrópolis, RJ]

Senhor, meu Deus, não sei para onde vou. Não vejo o caminho diante de mim. Não posso saber com certeza onde terminará. Nem sequer, em realidade, me conheço, e o fato de pensar que estou seguindo a Tua vontade não significa que, em verdade, o esteja fazendo. Mas creio que o desejo de Te agradar te agrada realmente. E espero ter esse desejo em tudo que faço. Espero que jamais farei algo de contrário a esse desejo. E sei que, se assim fizer, Tu me hás de conduzir pelo caminho certo, embora eu nada saiba a esse respeito. Portanto, sempre hei de confiar em Ti, ainda que me pareça estar perdido e nas sombras da morte. Não hei de temer, pois estás comigo e nunca me abandonarás, para que eu enfrente só os perigos que me cercam.
________________

My Lord God, I have no idea where I am going. I do not see the road ahead of me. I cannot know for certain where it will end. Nor do I really know myself, and the fact that I think that I am following your will does not mean that I am actually doing so. But I believe that the desire to please you in fact please you. And I hope I have that desire in all that I am doing. I hope that I will never do anything apart from that desire. And I know that if I do this will lead me by the right road though I may know nothing about it. Therefore will I trust you always though I may seem to be lost and in the shadow of death. I will not fear, for you aver with me, and you will never leave me to face my perils alone.

- Thoughts in Solitude – c/Abbey of Gethsemani

__________________________

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

viva o lápis!

*********************************

domingo, 18 de setembro de 2011

Círculo do Lápis

desenho lápis grafite, 2007


desenho lápis aquerela, 2007


A vida cotidiana, nos meios de comunicação, não pode ser reduzida ao novo paradigma tecnológico centrada, particularmente, na rainha da atualidade; a internet. A vida, ela própria, almeja, anseia, muito mais que aparelhos de comunicação por mais sofisticados e avançados que eles sejam para transmitir mensagens, idéias e saberes. Os papeis, livros, jornais, revistas, folhetins, e mais, continuarão a ter seus espaços tradicionais intransferíveis. O papel fala, canta, emite odores e imagem.
Sou adepta ao Lápis! Ao Círculo do Lápis!
O ser humano comum, dois a três quartos da população mundial, não terá alcance material e muito menos intelectual, tão cedo, para manejar aparelhos de larga potência. Ainda vivemos no mundo paleolítico e feudal.
O neoliberalismo, senhor dos mecanismos de controle de informações, leva grandes vantagens é claro, numa expansão incalculável frente aos múltiplos meios de comunicação. Tudo é nivelado de norte a sul conforme os interesses dos que dominam “as mídias”.
Espíritos avessos ao estabelecido surgem por arestas inesperadas. Movimentos renovadores e rebeldes diante do progresso “maravilhoso” surpreendem com novos gestos e olhares; um deles são os adeptos ao Lápis. Por várias circunstâncias e meios, se afastam dos computadores, dando distância. Fazem-se comunicantes, agentes, através de outros recursos impensáveis. Um deles é o Lápis, para o qual sou adepta, incondicional.
Intuitivos, introvertidos, amantes dos segredos ou mistérios da existência anseiam outros caminhos, outras práxis para sua via humana além da internet, percorrem a beleza do caminho pessoal, longe de provedores e intrusos tecnológicos.
Os adeptos ao Círculo do Lápis fogem de tudo que esmaga, controla, invade e torna lugar comum. A sua singular alternativa é o grafite, o velho lápis sensual, delicado e criativo. Sua caixinha também tem cores, todas as cores.
Quem ama os Lápis sabe dos seus manejos secretos e insondáveis, quase magia. Conhece o sentido do intervalo entre as palavras, entre um e outro rabisco ou número. O Lápis fala, se comunica, transmite sentimento, afeto e raciocínio metafísico. O Lápis é quase um ser humano, porque é vivo. Os Lápis engendram idéias, imagens e impulsionam ao transcendente. Quem conhece o Lápis, sabe.
O Lápis nos convida ao universo da simplicidade, do despojamento intelectual: “se queres ser tudo, não queiras ser coisa alguma”, “se queres possuir tudo, não queiras possuir coisa alguma”, João da Cruz, século XVI, escrevia na ponta do lápis ou da caneta à tinta. O simples escrever o levava, alquimicamente, ao essencial.
Na contramão da cultura, quanto mais seres humanos pretendem possuir, sofisticados aparelhos com tecnologia de ponta, as mais aprimoradas, o amante do Círculo do Lápis o que mais deseja é ter o mínimo para se dar ao tempo para ser, sendo. Tempo e espaço.
O Círculo do Lápis não se faz nos modelos neoliberais, repleto de promessas consumistas e progressistas. O Círculo do Lápis se faz por outra via; a do despojamento, do vazio criativo, da sabedoria do ócio, da singularidade de não querer ter, possuir além do necessário, mas apenas viver sendo, hoje, aqui e agora, em verdade e beleza. Beleza além da filosofia, da ciência e mesmo da arte. A experiência do inefável, a riqueza íntima e pessoal que emerge das profundezas do ser. Os adeptos do Círculo do Lápis transmitem de traço a traço, de sensibilidade a sensibilidade. Divertem-se por amor e paixão ao ponto e a linha, ao rabisco, ao desenho, às palavras, à escrita e ao silêncio não pronunciado. O Lápis desenha enigmas da intimidade intuitiva, intelectual ou do coração.
Todo ser humano é potencialmente escritor de sua própria vivência. Todo ser humano é potencialmente desenhista, artista no coração do universo. Todo ser humano pode rabiscar; um rabisco pode ser a porta para a beleza criadora que emerge das profundezas do inconsciente e se faz revelação pessoal e única.
O Lápis é o mais simples e dos mais nobres instrumentos para engendrar imagens, expressões que se revelam em graça e beleza.


Martha Pires Ferreira, Janeiro de 2005

___________________________

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Nise da Silveira

GRUPO DE ESTUDOS C. G. JUNG
Convida poetas, músicos, artistas, médicos, psicólogos, sociólogos, filósofos, pensadores livres e mais todos que desejarem conhecer e mergulhar na obra de

Nise da Silveira

O Mundo das Imagens
(Editora Ática, 1992, São Paulo, SP)
Sempre às quartas-feiras de 15 em 15 dias

19 e 26 de outubro / 9 e 23 de novembro
CASA DAS PALMEIRAS


Obra fundada por Nise da Silveira
Início às 19h / término às 20h30.
Local: Rua Sorocaba, 800 – Botafogo
Inf.: Tel. 2266-6465 (das 13h às 17h) / 2242-9341
*O grupo está aberto/gratuito ao público em geral *
http://casadaspalmeiras.blogspot.com/

****

O Grupo de Estudos é coordenado por:

Dr. Edgar Tavares e Martha Pires Ferreira

_________________

domingo, 11 de setembro de 2011

Queremos BONDES!

Bonde Lagoinha, com reboque, 1963 - foto: martha pires ferreira.

Clicar para ler texto de Cristina da Costa Pereira

Belo e profundo Ato inter-religioso, hoje, pela manhã.

Celebração da Vida seguida de cortejo;

religiosos, artistas, moradores e amigos de Santa Teresa

__________________

domingo, 4 de setembro de 2011

Palestra e Laboratório

ASTROLOGIA CORPO E SAÚDE
Palestra aberta ao público/gratuita.
Dia 10 de setembro de 2011 às 10h30 da manhã
O Zodíaco
Breve histórico da Astrologia desde a Antiguidade:
Os 12 signos // corpo humano e saúde – iconografia.
Martha Pires Ferreira
Casa das Palmeiras
Local: Rua Sorocaba, 800 - Botafogo
Tel. 2266-6465 (das 14h às 17h- 2ª a 6ª f) //// 2242-9341

_____________
Dias 17 e 24 de setembro - Laboratório:
Astrologia, corpo e saúde
Indicações teóricas e práticas: Corpo/ anatomia. Predisposição patológica.
Atitudes para se viver uma vida saudável.
Dia 17 / setembro das 10h às 14h.
- Fogo - Áries, Leão e Sagitário.
- Ar - Gêmeos Libra e Aquário.
Dia 24 / setembro das 10h às 14h.
- Terra - Touro, Virgem e Capricórnio.
- Água - Câncer, Escorpião e Peixes.
Custo total: R$ 120,00 (um sábado R$ 80,00)
Público alvo: as pessoas em geral - não precisam saber Astrologia
Toda a renda para a Casa das Palmeiras –

Obra de Nise da Silveira
http://casadaspalmeiras.blogspot.com

************************************

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

O bonde é patrimônio do povo

Bondinho 10 saudades !


Seu NELSON, motorneiro que conduzia nossos queridos BONDES com amor, alegria e carinho para com todos os passageiros.
NELSON É NOSSO HERÓI !

Nelson é nosso horói! nosso herói! nosso herói!
Santa Teresa de LUTO
______________________________