Páginas

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Flores do Bem !



Minhas flores fugiram de casa.

Saíram pelo mundo.
Perdi a direção
Quem não tem gatas caça com flores !
  

Ciclos celestes em quinhentos anos - Astrologia

É bom olharmos os Mapas de Ciclos - recados do Firmamento

Prezados amigos/as estudiosos ou observadores do CÉU ASTROLÓGICO: olhem estes três Mapas Celestes – ciclo de Plutão em Capricórnio e Netuno em Peixes (500 - a cada quinhentos anos, aproximação – aqui umas datas aleatórias; 22/01/052, 5/02/543,28/01/1036 e 4/02/1524, mais 21/08/2017). Fazer comparações, tendo em vista aquele período na História da Civilização e acontecimentos posteriores; Novos paradigmas. Travessia radical em valores e visão de mundo. Bom ver a data de hoje 14 /8/2017. Mapas pontuais, destes ciclos, apontam que estamos, na realidade, entrando numa Nova Era da Humanidade. E tudo se fará com radicais mudanças, com sacrifícios a preços altos. E desejamos que seja para saltos mais elevados de consciência, entendimento, fraternidade participativa; o BEM sobrepujando, excedendo em valores sobre o Mal (Trevas em que estamos vivendo num mundo de desigualdade inconcebível) Resistir ao Mal e trabalhar no sentido do Bem comum igualitário, sem excludências. Respeitar os direitos de cada um. Acreditar na Humanidade, em sua capacidade de sermos afetuosos e solidários como espécie humana. Sem temores frente aos fascistas, nazistas, capitalistas ou comunistas decadentes; mesquinhos agarrados em suas ideias fundamentalistas, posses materiais e sensações vazias. Acredito na convergência do Amor Fraterno, e, esperança no coração amargo dos insensíveis. Insisto na felicidade humana para todos indistintamente.
Mapa do Céu -  22 janeiro do ano 52 da era cristã


Fevereiro de 1524
Lua Nova 21/22 de agosto de 2017

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Esplendor da Lua Cheia


Foto nesta madrugada - A beleza lunar não pediu licença,
 graciosa foi invadindo meu quarto.

Lua Cheia, hoje, 7 de agosto às 15h11.
- Eclipse parcial da Lua -
Este fenômeno estava previsto para ser visível em Portugal em especial.
Eclipse parcial da Lua - Isto acontece quando estão em alinhamento próximo - o Sol, a Terra e a Lua.   
 Em Tóquio 3h11 da madrugada.

 Eixo - Leão - SOL e Aquário - LUA.

domingo, 6 de agosto de 2017

Flores do Bem - poesia lunar

       Sou visceralmente solar, mas foi a Lua quem me acordou nesta madrugada com sua poesia luminosa invadindo minha janela e me dizendo que amanhã, dia 7, ela estará plena da potência do Sol.
       O mundo relativo, nosso cotidiano, é muito insignificante diante da grandeza do Firmamento com tanta beleza e mistério.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

sábado, 5 de agosto de 2017

Meu bom aceno aos Bispos do Brasil.

Flores do Bem - Reflexões 

        Fico orgulhosa em ler e acompanhar a posição fraterna e solidária dos Bispos do Brasil – CNBB - sobre o nosso povo brasileiro tão desqualificado e marginalizado, em particular a partir destes anos de 2016 e 2017, mais diretamente. Bispos corajosos e combatentes mostram enfrentar a vida vencendo qualquer medo em defesa do bem comum – “Temos defendido sempre a importância da mobilização popular. Queremos defender esse direito. É importante a mobilização popular. A saída da crise não passa só pelo Congresso ou pelo governo, ela passa pelas ruas”.
        Os políticos, empresários e homens/mulheres dependentes e envolvidos nos jogos do Estado e quaisquer Poderes precisam parar para pensar e colocar-se como pessoas capazes de falar, comunicar e chegar mesmo a um entendimento comum que possa beneficiar diretamente a todos. A todos sem excludências, e não beneficiar apenas a uma ínfima parcela da sociedade. 
Caravaggio, 1608 (?) Nápoles - Sete Obras de Misericórdia
        Estamos numa perigosa travessia da História da Humanidade. Impreterivelmente todos estarão envolvidos; cidadãos de quaisquer classes sociais ou saberes culturais.  Todos envolvidos no mesmo barco terão que encontrar os pontos convergentes de entendimento para não se autodestruírem, fatalmente, por abusos de poderes, frieza emocional, descaso e indiferença, egoísmo e falta de visão comum.
        Estamos no século XXI, um novo paradigma no horizonte das raças, anseio de felicidade, cultura, e realizações pessoais. A Humanidade não recua, ela avança proporcional e progressiva no processo da sua natureza. As conquistas dos séculos XVIII, XIX e XX não admitem retrocessos; liberdade, igualdade, fraternidade. Os donos das grandes fortunas acumuladas terão que enfrentar a poderosa frente de massa humana, cada dia, mais consciente de suas conquistas e direitos adquiridos. Temos que ter utopias possíveis caminhando nesta sociedade marginalizada que se desestrutura e se desorganiza escandalosamente aos nossos olhos. Trevas e sabor da entropia em anseios de mudança.
        Sede de liberdade e expansão da consciência a níveis mais elevados. Isto é possível. Caminhemos.

-----  martha pires ferreira, tarde de 5/08/2017, rio de janeiro.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Reflexões no face book

Postagens que coloquei no Face book estes dias
Importante na VIDA não é questão de LER ou o que se lê e sim de PENSAR, de SENTIR, de AMAR.
E AMAR é desejar e fazer o BEM, incondicionalmente é fim absoluto em si mesmo.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Reflexões - Lendo sobre o Antigo Oriente Médio.
Túmulo real de Ur, meados do 3º milênio a. C. – Museu de Bagdá (? - estava lá no Musseu) - Carneiro e Árvore da Vida.
----------
Para que me ocupar com Face book? Obter informações? Passar ideias e valores? Transmitir afetos, pensamentos ou brincar um pouco? Arte e cultura? Opiniões sociais e políticas? Contestar sobre injustiças sociais e políticas públicas? Reencontrar amizades? Fazer outras? Acordei me questionando no tempo. A preciosidade do Tempo.
Desafetos públicos e grosseiros nos levam a quê? Abri algum horizonte? Protestar com ódio é instrumento eficaz a nos enriquecer diante da verdade? E o que é a Verdade, a Justiça, a Dignidade pessoal? Observações vagas nada servem. Prefiro o Silêncio, a beleza do Silêncio com letra maiúscula.
Possuo uma rica biblioteca que iniciei aos meus 13 anos. Nela faço viagens. Por alguns dias me vi mergulhada em leituras e iconografias sobre a alta Idade Média e sua fatal decadência. Lá atrás, bem antes da Renascença e do Feudalismo do séc. XVIII. Nada mudou muito das frivolidades, injustiças sociais, ganância e desamor daquelas épocas em paralelo com a alta burguesia, de hoje, tecendo só banalidades; drogas, sexo sem doçura, voos de avião, celulares e jantares. Meio eremita que sou, mergulhei no doce e rebelde Jesus de Nazaré e minhas intuições sobre o Absoluto, o eterno.
Parei respirando com pausa, e, caminhando ao Sol, retornei ao relativo, ao chão dos mortais, a Terra Mãe Natureza. Prossegui, e, retomei os gregos com Heráclito, Sócrates e Platão. Recuei novamente. Andei pra trás na história para, novamente, caminhar pela Mesopotâmia – os babilônios, grandes observadores do Firmamento, ciclo anual dos astros, inicialmente, se ocuparam das observações dos fenômenos meteorológicos e atmosféricos.
Assim estou, cansada das balelas do mundo atual, e, porque o poeta Manuel Bandeira não me levou com ele para Pasárgada... rrss.
A Vida é Bela e majestosa! Vivemos no Cosmo.