Páginas

sábado, 31 de dezembro de 2011

Feliz 2012 em criatividade

Martha Pires Ferreira

Jargão astrológico para o público em geral mais parece bula de laboratório farmacêutico que reais informações, e servirá apenas para os estudiosos de Astrologia. Aqui me dirijo a todos indistintamente. Não custa, entretanto, pincelar para o observador as riquezas, simbólicas do Zodíaco, observadas. A linguagem da Astrologia tem medições celestes matematicamente traçadas. Com a física quântica sua leitura epistemológica passa a ser possível e cada dia mais compreendida por aqueles que vêem conexão do Céu com a Terra
Os astros dispõem, mas não impõem;
“Astra inclinant, non necessitant”.

O planeta Plutão, senhor dos infernos, devastador, renovador e abundante em riquezas percorre o signo de Capricónio e nos convida a todos moradores deste planeta Terra, em que habitamos, a darmos atenções maiores à Mãe Natureza, às forças que emergem das profundezas da natureza, sejam elas, minerais, vegetais e animais. Mais consciência da capacidade de trabalho e realização pessoal. As novas gerações trarão novas posturas para melhor realização e elevação dos valores essenciais à utilização dos bens terrestres. A nova geração renovará a face da Terra. Plutão há 248 anos esteve nesta posição.
Netuno, o mais enigmático dos astros, toca o universo sutil, a intuição. Poderá conduzir seus navegantes aos abismos e devaneios ilusórios ou elevar à transcendência, ao refinamento existencial. Este planeta passará por Peixes, seu signo dominante. O elemento água transbordará em emoções, fantasias e percepções quanto aos mistérios da criação. É simbolicamente associado aos venenos, drogas, abusos medicamentosos, assim como aos vinhos e bebidas refinadas. As artes plásticas, cênicas, música, cinema e TV, fotografia e tudo o que possa ser fonte de imaginação estará presente e manifesto. A sede de transcendência, a espiritualidade. A partir de 2012, Netuno percorrerá o signo de Peixe depois de 164 anos. Novo ciclo.
Uranos, o planeta da imprevisibilidade, irreverência e surpreendente em criatividade. Eletro-magnético, socializante e anárquico percorrerá o signo de Áries, regido pelo fogo, por sete anos. Sinaliza renovação da energia vital do planeta Terra; coragem e inovação, vigor físico e mental, liberdade e impulsividade como a beleza da primavera em flor. Nova face, novas seivas, novos frutos, novas idéias, novas possibilidades. O Novo como revelação. Espera-se mais alteridade, humanidade fraterna. O ciclo de Uranos, 84 anos.

Saturno, senhor do tempo, percorrerá o signo de Escorpião por dois anos e meio nos mostrando, mais uma vez, a importância da morte e ressurreição. O que é obsoleto e inerte; enrijecido e decadente apodrece sem sustentação. Provocará conscientização e renovação dos valores essenciais à vida. Austero em severidade e crua realidade (falando sempre de modo sintético), Saturno sinaliza amadurecimento para o povo de Deus, que somos todos nós, igualitariamente, sem exclusões de filiação natural. Viemos da mesma fonte criadora e esta consciência se fará mais lúcida e objetiva. Este astro percorrerá em seguida os signos de Sagitário, Capricórnio e Aquário, onde fará nos anos vinte, um aspecto celeste importante com o planeta Júpiter; senhor da justiça, ordem, ética, expansão e elevação cultural em todas as dimensões. Aquário rege o ar, as idéias, os grandes projetos científicos e humanitários onde não cabem exclusões. A História não se faz num dia, mas é a cada dia que tecemos a História.
Os astros em movimento contínuo em torno do Sol; Mercúrio, Vênus, Terra, Lua, Marte, Júpiter, Saturno, Uranos, Netuno, Plutão, Asteróides, Cometas e tudo o que forma e é novo, encontrado no nosso sistema, faz parte de grandeza existencial; somos o Cosmo em sua totalidade.
Repito: sinalizados pelo Arquiteto Celeste assistimos as mais radicais e espantosas transformações necessárias para a evolução da espécie humana – trabalhemos pela aproximação dos opostos, assim estaremos cada vez mais caminhando para a Era de Aquários, Era do Humanismo, Era da Igualdade fraterna, Era Paradisíaca, utópica, aqui no planeta Terra é possível em nosso imaginário e realidade, basta ouvir a natureza em sua magnitude. Criamos e engendramos com todo o Universo.

Os covardes, os dúbios, os pusilâmines, os tramoiteiros, os cínicos como ratos de bueiros que se cuidem. Trigo e joio têm destinos distintos.

Com a tocha da plena atenção, bem acesa, saibamos atravessar com beleza e altivez este tempo histórico riquíssimo para a completude da criação - humana e divina -
Unus Mundi.

______________________

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Reflexões - 2011/ 2012 - delírios meus

Martha Pires Ferreira
A espécie humana caminha na “noite escura” tomando as palavras do sábio e místico João da Cruz, séc. XVI. Mergulhada na escuridão da época atual, sem apreender ou mesmo enxergar horizontes ou soluções viáveis, possíveis, a raça humana não tem outra saída que repensar o que fez no percurso da História; há de rever, amadurecer, evoluir e elevar-se. Em razão disso estará cada vez mais consciente em 2012, 2014, em direção aos anos 20 deste século que se inicia. A travessia não se faz fácil, estamos todos no mesmo contexto, como Noé em sua barca.
Os povos cada vez mais próximos por razões tecnológicas, político-econômico, religiosas e criatividade terão que dialogar em confrontos crus, dolorosos e belos ao mesmo tempo. Confrontar o outro, sua sombra, sua mesma espécie, mas de etnia distinta é rever-se no espelho das possibilidades a imagem do diferente; forças demoníacas e angelicais. Sem o confronto com a sombra, com o desconhecido, não haveria saída, seria a morte, o suicídio da civilização.
O estar diante do outro que nos diferencia é puro exercício para as transformações radicais em seus fundamentais valores em todos os níveis culturais, morais, sócio-políticos, econômico-financeiro, religiosos e, sobretudo humanos. Acima do progresso técnico-científico somos pessoas humanas com toda a Natureza Mãe. Somos todos filhos de Gaia.
O eco, clamor das nações, se estende aos quatro cantos do mundo; verdadeira e autêntica revolução molecular.
Ninguém segura a geração nascida a partir de janeiro de 1986 / 90, cada dia mais ocupando espaços em todo o planeta Terra. Importantes conjunções celestes se formaram nos céus, ciclos semelhantes se deram há mais de quatro mil anos, quando surgiu a escrita e agora a internet.
Os soberanos "donos do mundo" se curvarão e cairão de joelhos. Nada ficará estanque, sem fenda. Presenciaremos perplexas as quedas dos grandes Impérios já enfraquecidos. A potência das novas gerações se aproxima e vem surpreender ao colocar-se como não se esperava. Novos valores impor-se-ão a passos surpreendentes como um salto quântico. Perceberemos como movimento em espiral a expansão e o alargamento da consciência.
Não gosto de usar jargão astrológico, entretanto é bom anotar o observado, a riqueza simbólica do Zodíaco: o planeta Plutão, o senhor dos infernos, o mais devastador, renovador e abundante em riquezas percorre o signo de Capricórnio (rege o elemento e domínio da terra, o sólido - os joelhos, os ossos), Netuno, senhor das emoções, intuição e transcendência passará por Peixes (rege as águas, as emoções - os pés), Uranos, o imprevisível e criativo, o signo de Áries (rege o fogo, a energia vital - a cabeça, o cérebro). Saturno, senhor do tempo, da severidade e da crua realidade (falando de modo sintético) percorrerá nos céus, nos próximos anos, quando Júpiter, a justiça, a ordem, a elevação encontrar-se-á com ele no signo de Aquário (rege o ar, as idéias - os tornozelos, os nervos).
Sinalizados pelo Arquiteto Celeste assistimos as mais radicais e espantosas transformações necessárias para a evolução da espécie humana – trabalhemos pela aproximação dos opostos, assim estaremos cada vez mais caminhando para a Era de Aquários, Era do Humanismo, Era da Igualdade fraterna, Era Paradisíaca, utópica, aqui no planeta Terra é possível em nosso imaginário e realidade - basta ouvir a Natureza em sua magnitude.

Com a tocha da plena atenção, bem acesa, saibamos atravessar com beleza e altivez este tempo histórico riquíssimo para a completude da criação - humana e divina - Unus Mundi._____________
Nota: Plutão revolução/translação em 248 anos, aproximadamente. Netuno, 164 anos. Uranos, 84 anos. Saturno, 29 anos e Júpiter, 12 anos. Os outros astros são rápidos.
____________

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

mensagem de Natal

Para todos do planeta Terra um vaso repleto de criatividade e surpresas


Natividade de Jesus. Miniatura cerca do ano 985
Biblioteca Apostólica do Vaticano, Roma.


Queridos/as do meu jardim das amizades,
Feliz Natal com a mensagem do Menino Jesus:
"Vocês são o sal da terra" (...) "Vocês são a luz do mundo."
"...não se preocupem com o dia de amanhã..."
(mateus cap. 5, 6.)
Realizações plenas em 2012 por um mundo solidário e fraterno

_______________________________

domingo, 18 de dezembro de 2011

Silêncio

Silêncio
quietude que se cala
interrompe conversas
falatórios, correspondências, textos.
Tempo suspenso da alma
ausente de ruídos externos
vozes sem palavras
preciosidades interiores.
Convite, segredos sendo o
auscultar sopros
mistério a cada dia
novo e eterno dia.
Esperar nada, nada desejar
vazio silente
percepções sutis.
Advento que anseia nascimento
espera sem tempo
Instante nenhum.

martha pires ferreira/ dezembro 2011 ______

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

A cara da dignidade

Blog do Emir
A cara da dignidade - 3/12/2011
Dilma, grande mulher. Altiva enfrentando os algozes, que escondem seus rostos.
Impressionante!
VER foto e artigo - http://www.cartamaior.com.br/
____________
Comentário sobre o artigo de Emir Sader -
Franco Atirador diz:
03/12/2011
..HOMBRIDADE. A imagem é, por si só, de grandiloquente expressividade. É difícil até converter em palavras a Verdadeque carrega em seu intrínseco significado. Mostra bem de que lado estavama Coragem, a Convicção e a Virtude de buscar Liberdade, não para si próprio,mas para todos os oprimidos.Mostra a Magnanimidade,a grandeza de alma, a nobreza de espírito estampada no rosto de quem tem a Certezade que está amparado pelo Sensode Justiça e Equanimidade,de Igualdade e Solidariedade.Mostra que a História, afinal,é quem julga as ações dos déspotas e covardes e é quem exalta os atos de Justiçados verdadeiros heróis da Humanidade.

__________________________