sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

A loucura saudável do carnaval !

Vamos nos divertir! Vamos dar saudações à sã loucura
  Amanhã é Carnaval! 
Divertir-se... muita ALEGRIA!
 bebidas com moderação...muito xixi...
Confraternização de rua! 
Faça a sua fantasia criativa, única!
Recordar é viver! 2012 e 2013 imagens para animar os foliões!
 Céu na Terrra - sáb., 1 março, às 6 da manhã com o Sol brilhando... 
pelos trilhos ==Largo dos Guimarães===
 Praça Odilo 2013... 
Carmelita...etc e tal...   ad infinitum

 Quando? Nossos
BONDINHOS AMARELINHOS? 


Flamenguista de gravata e sua com sorte!


Alegria é de graça! Alegria renova as células!

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Erasmo de Rotterdam - Flores do Bem

Vez por outra me apaixono por alguma inteligência impar. Neste momento, novamente, tomada pela grandeza humana de Erasmo de Roterdão (1466? -1536).
Aos 23 anos Elogio da Loucura, tradução de Aldo Della Nina/Brasil editora S. A., SP, s/d., foi revolução em minha formação intelectual.
 (Guardo esta obra prima desde 1962, como coisa sagrada).
Memórias de Erasmo de Édouard Beauduin /Paz e Terra, SP, 1991 (diário pontual).

Reli Elogio da Loucura (algumas vezes). É a loucura quem fala majestosa.
Erasmo, a renascença e o humanismo de Ivan Lins/Civilização Brasileira, 1967 - conferências em 1936, ABL, ao comemorar o quarto centenário da morte de Erasmo, uma viagem histórica.
Aqui e ali muitos dos seus Adágios/Colóquios, sutis, irônicos e sarcásticos.
Comentários na coleção Os Pensadores/Abril Cultural, 1979 - breve biografia.
Diálogo ciceroniano Erasmo de Roterdã/editora UNESP, 2013 - muito bom. Tradução do latim - o prefácio fica a desejar.
Erasmo de Rotterdam, o mais eminente filósofo da renascença tradução de Luiz Feracine – Filosofia comentada/Lafonte, 2011 e Erasmo De Pueris (Dos Meninos) e
A Civilidade Pueril /Editora Escala s/d. Obra educativa.
O último livro que li veio de Portugal pela Livraria Leonardo da Vinci, Erasmo de Roterdão A Guerra e Queixa da Paz, introdução e tradução do latim de A. Guimarães Pinto/edições 70, Lda. 1999. Grande obra, aqui é a Paz que fala.
____________________________
Erasmo é um pensador extraordinário que precisa ser relido e revisto. Homem de uma cultura extraordinária,;visão do mundo sem igual. Ser estudado, lido em especial por pessoas que se dizem cristãs, não importando a vertente. A visão filosófica do Cristo é a saída para uma humanidade generosa e igualitária, sem onipotências, luxurias bizarras e guerras. Humanista contemporâneo é pacifista e educador refinado. Igreja Católica Romana, logo depois de sua morte, colocou suas obras no Índex /proibição total.
Ninguém pode escolher os próprios pais ou a pátria, mas cada um pode moldar sua personalidade pela educação” 
 “Toda educação saudável é uma educação sem controle religioso” 
Erasmo por Alberto Dürer, gravura, 1526.
Que alguma Editora se aventure com algum sábio que traduza os Adágios/Colóquios 
de Erasmo de Roterdã. Desejos meus. 
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
P.S. É possível ler a obra Erasmo de Rotterdam: Triunfo y tragédia de Stefan Zweig na internet
__________________________

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Santa Teresa incompetência administrativa CAOS

Obras que não andam.
Descaso total. Caos no planejamento desde o início.
 Inconcebível...hilário!  Era Paleolítica...Idade da Pedra. Um embolo entre Concessionária, CEG e CADAE ( esta destruiu as calçadas).
...Festa e incompetência administrativa. 
Santa Teresa ...Rua Joaquim Murtinho
Existe Paraíso Eterno ...para onde irão os Piões Operários - Heróis do cotidiano...
Sou testemunha... momentos muitos... do meu portão. 
 saudades! 
A burrice imperou no Estado... responsáveis não quiseram manter os BONDES tradicionais. Menos gastos e mais sabedoria.
 Nosso amado DONDINHO indo para Paula Matos
__________________________________________

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Solidária com Marcelo Freixo

Não sou filiada ao PSOL.
Votei em Marcelo Freixo
Homem honrado, corajoso, desbravador
em defesa dos Direitos Humanos. 
Ponto Final.
martha pires ferreira
                             

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Che Guevara - Desenho

CHE 
Desenho - tampa de caixa de chocolate, selos e bico de pena, 2008.
(selos: Che Guevara - Türkmenistan e Palestina)
martha pires ferreira
_____________________________

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Desenhar é um ato de liberdade

 Múltiplos, rostos orientais? bico de pena, 2013
Rosto, O que estou vendo? bico de pena, nanquim, 2013.
 Múltiplos, Mulher números, 2012
Rosto de homem sério, nanquim e aquarela, 2011












martha pires ferreira

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

O Livro Vermelho - Jung

O Grupo de Estudos C. G. Jung  
O LIVRO VERMELHO
C. G. JUNG.
Leitura:
A divina loucura... e seguintes
Sempre às quartas-feiras – (15 em 15 dias)
- das 19h às 20h30
                         Dias: 12 e 26 de fevereiro
           / 12 e 26 de março de 2014.
Cada encontro, uma reflexão profunda.
Casa das Palmeiras
Rua Sorocaba, 800 - Botafogo.
Traga seus amigos/as. Venham conhecer esta obra com imagens.
Esta caminhada interior é gratuita para o público
Inf. Tel. 2266-6465 (2ª à 6ª feira - às tardes) e 2242-9341.
_____________________ 

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Círculo de pessoas notáveis - Flores do Bem

 
Galileu, Ptolomeu e Copénico.
Capa de uma obra dedicada a Gelileu, 1592.
           Diálogo imaginário entre pessoas notáveis
                                                               Martha Pires Ferreira                
          Galileu, Ptolomeu e Copérnico. Paracelso, Erasmo de Rotterdam e Giordano Bruno. Kepler, Newton, Einstein e T. Chardin, todos conversando fraterna e amigavelmente, quando entra no meu imaginário Spinoza, Teresa d´Ávila e João da Cruz. Chega, sutilmente, Gandhi, D. T. Suzuki com Meister Eckhart, seguido de Henry Miller, Tagore, A. Schweitzer, Marx, C. G. Jung com Marie-Louise von Franz e Nise da Silveira. Ah, João XXIII com Thomas Merton, Helder Câmara e Mandela, quando se aproxima altiva Hannah Arendt com Noam Chomsky. A presença doce e divina de Jesus de Nazaré ao lado de pré-socráticos, Sócrates e Dalai Lama. É claro que Lao Tsé com Chuang Tzu e Li Pai caminham no meu círculo poético, libertário e transformador alquímico.
         Alguns loucos miseráveis anônimos e poetas desvairados ocupam lugar nobre. Todos sábios; matemáticos, geógrafos, astrônomos, filósofos, astrólogos, humanistas, cientistas, alquimistas e magos. Sim, sem esquecer-me, jamais, dos muitos magos das artes plásticas, música, literatura, cinema e tecnologias modernas a serviço das conquistas humanas e existenciais, todos, avessos viscerais das guerras; das espúrias conquistas em busca de poderes, riquezas alheias com saques, sangue e mortandade. Homens e mulheres que não pertenceram a qualquer pestilenta turbamulta de patifes articuladores em abomináveis guerras e saques de povos vizinhos ou não.
    Possível egrégio encontro de gênios criativos por um mundo humano, feliz e paradisíaco. Diálogo entre eleitos. Delírios meus.
                                      ___________________________

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Paixões - Erasmo de Rotterdam


          Tive na vida muitas paixões profundas; sejam intelectuais, sejam corpóreas, sejam espirituais. Paixões emocionais e/ou silenciosas, arrebatadoras e encantadas, doces e refinadas. Paixão, sobretudo pela liberdade pessoal. Afeições com magia pela beleza essencial.
          Aqui, neste momento, quero pincelar minha amorosidade e ternura por um homem, entre os geniais que me influenciaram na flor das minhas descobertas culturais, em 1962, nos meus 23 anos; Erasmo de Rottedam (1466-1536) com sua obra Elogio da Loucura. Obra que reli algumas vezes.
          Estou relendo, bebendo sedenta, sua escrita; as obras que encontro. Memórias de Erasmo (organizadas por Édouard Beauduin) me enternecem, sua visão de mundo no início do século XVI, em plena renascença, é impressionante, profética e de uma humanidade única exortando à razão e ao amor do coração tendo como princípio a Filosofia de Jesus. Acabo de ler Diálogo ciceroniano; pura ironia didática e mestre diante da cega imitação. Iniciando A Guerra e depois lerei Queixa da Paz. Desejo encontrar seus Adágios/Colóquios publicados em português. 
       Aqui transcrevo alguns de seus adágios/colóquios/dizeres:
“Nas grandes coisas, basta apenas ousar”.
“A verdade, quando não ofende, tem algo de ingênuo que agrada; e foi somente aos loucos que os deuses concederam o dom de dizê-la sem ofensa”.
“O mal não é mal para quem não o sente”.
“A amizade é o maior de todos os bens: tão necessária à vida como a água, o fogo ao ar, é para o homem (espécie) o que para a natureza é o Sol”.
“Doce é a guerra para quem não a conhece”.
“Nenhum animal é mais destruidor do que o homem, pela simples razão de que todos se contentam com os limites da sua natureza, ao passo que apenas o homem se obstina em ultrapassar os limites da sua”.
“Aquele que conhece a arte de viver consigo próprio ignora o aborrecimento”.
“A felicidade consiste em nos transformarmos com a sorte”.
“O amor recíproco entre quem aprende e quem ensina é o primeiro e mais importante degrau para se chegar ao conhecimento”.
“De que vale a sabedoria?”.
“Convida um sábio (grifo é meu) para jantar, irá perturbar com um estranho silêncio ou com molestas questiúnculas”.
 “A mentira agrada mais que a verdade”. Poucos suportam a verdade.
“Para ganhar é preciso gastar”.
“A loucura é a origem da façanha de todos os heróis”.
”Deve-se respeitar o casamento enquanto é um purgatório, e dissolve-lo quando se tornar num inferno”.
“De forma alguma fala bem quem não fala convenientemente”.
“Em grande parte, os maridos são como as mulheres os fazem”.  
“Deus, arquiteto do Universo, proibiu o homem de provar os frutos da árvore da ciência, como se a ciência fosse um veneno para a felicidade”. Ciência, sem sentimento e afeto, é veneno. “Todos te vaiam; que te importa, se tu te aplaudes?”.
“Não há prazer em possuir algo sem companhia”.
“Saber mesclar a loucura com a sabedoria”; seguindo Epícuro.
“Se colocares numa parte da balança as vantagens e na outra as desvantagens perceberás que uma paz injusta é muito melhor que uma guerra justa”.
“O louco à sua própria custa é que aprende a ser sábio”.
“A sabedoria divina tem sua eloquência própria”.
 “É bom divagar no momento oportuno e alhures”.
“Grande sabedoria saber ser louco na ocasião oportuna”.
“Quanto mais perfeito o amor, tanto maior a loucura, e sensível a aventura”.
“Não há nada melhor que a vida”.