Páginas

domingo, 6 de março de 2016

O Céu dos Astrólogos – Reflexões utópicas?


O Céu dos Astrólogos – Reflexões utópicas?
  – 2 de março de 2016 – martha pires ferreira

          “A Astrologia inclina, não determina” - Observar o Firmamento, os Planetas em seu percurso zodiacal, é ter noção dos possíveis desdobramentos nos acontecimentos terrestres. Estamos, hoje, 6/03/2016, com o Planeta Plutão 17º do signo de Capricórnio, trígono com Júpiter 18º de Virgem, sextil com o Sol de Peixes e quadratura com Uranos 18º de Áries //// Saturno 16º de Sagitário quadr. com o Sol 16º de Peixes, quadr. com Júpiter 18º de Virgem, e este, Júpiter, oposição ao Sol a 16º de Peixes (para não dizer mais - para quem conhece a Astrologia - fortíssimas tensões celestes, pontuais) Dia 8/9 de março um eclipse (lat./long.) Aguardemos. Não é para se brincar de quem vai ganhar o jogo de força de braço.

         Vivemos na história contemporânea transição de valores profundos e abissais, e, afirmo; limítrofes ao Apocalipse. Enfrentamentos em todas as áreas do conhecimento: culturais, religiosos, políticos, econômicos e sociais os mais acirrados confrontos, impensáveis, entre Ocidente e Oriente - Norte e Sul. As megas corporações selvagens, se esfacelando. A todo custo, “os donos do mundo”, querem segurar o filé mignon dos bens de produção – bens comuns a toda a Humanidade - e por tanto os do Brasil, com seu território - suas impensáveis riquezas; Ar, Vento, Água potável, Sol energético, Nióbio - era digital, Terra fértil. Para tanto não se tem ética, qualquer princípio moral para apoderar-se do que não lhe pertence por Direito.
        O Brasil não é uma republiqueta. O Brasil é uma das economias mais importantes do Planeta.
      “Os donos do mundo” vão dilacerando sem escrúpulos. A inteligência racionalista, caricatural, cega, ausente de espiritualidade é distantes da Visão do Todo, da ação solidária, desconhecem o senso de justiça social e dignidade para com o próximo, em particular para com o miserável, que deveria ser acolhido e não mantido à margem.
      A Humanidade num esforço hercúleo dará seu salto quântico para níveis mais elevados - minha bandeira de esperança aquariana.
 Céu hoje

      Como enfrentar um mundo em decadência, econômica e financeiramente falido? Queiram ou não estamos no Terceiro Milênio e este milênio será de abertura, alteridade. Fricções intensas, por um Mundo justo e igualitário, fraterno.
      A humanidade está sedenta de felicidade, justiça social, mais fraternidade e alteridade. Cansada de batalhas sem horizontes. No seu coração sede de alegria, serenidade e quer uma solução; saída para o sentido da Vida plena. Não somos números, somos seres humanos. Não sabemos solucionar as questões do bem comum com felicidade, Reino Terrestre Paradisíaco, para todos indistintamente. Caminhemos na conquista desta utopia.          

Nenhum comentário: