Páginas

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Golpe Frio – maio de 2016

O branco é por eu mesma ter escrito antes no face e copiado posteriormente.

Prezados internautas, desde 2008 que venho acompanhando os descompassos calamitosos do Mundo contemporâneo. Acompanho, sobretudo, os jovens. Não é a política em si que me atrai, é o viver no mundo com suas contradições; a incapacidade de se viver em concórdia, justiça e tranquilidade, entre povos e nações.
Neste momento, Brasil, minha terra e meu povo.

Não estamos no mundo só pra nos divertir. Há de se pensar. A Grécia se sujou com o Julgamento de Sócrates (ler Xenofontes). Sócrates não se curvou, nem Dilma Rousseff se curvará. Os Deputados, os Senadores; GRANDE IGNOMÍNIA. As traíras ignoram a Constituição, o Estado de Direito. // O jogo macabro não terminou.
Não sou PT. Justiça pede é Justiça. O Brasil agradece ao PT por seus feitos, não há o que se negar. Cuidou do Brasil, mesmo com erros. O Brasil não foi à venda. As riquezas nossas, são nossas. E não estão à venda. 

Afastamento da Presidenta Dilma é político e não jurídico. A História escreverá o que aconteceu em tamanha infâmia. O jogo não terminou, as conquistas pela democracia são longas e duras. Claro que é Golpe. Não há qualquer fundamento jurídico. A Presidenta do Brasil chama-se Dilma Rousseff. Para quem este processo de Impedimento não é Golpe procure ouvir o grande jurista Dalmo Dallari. Sim, É Golpe. Dilma se manterá firme, não se acovarda.

O povo brasileiro está sendo obrigado a pensar. Amadurecer. Brinca de Carnaval e Futebol... Deixando o saber da Justiça e da Política de lado; pagará preço alto. O Povo amadurecerá diante da pequenez. Descida aos Infernos. 

A luta continua firme pela Democracia solidária, igualitária e participativa. O Brasil não merece as torturas do Inferno, do Tártaro. Não é derrubar a Presidenta Dilma Rousseff que está em jogo e sim à ânsia das privatizações no Brasil, às benesses de grupos internacionais.
Para os ricos, “capitalistas selvagens”, o Estado não os interessa, só os lucros e suas mordomias. Para os pobres o Estado é básico, é proteção, é segurança.
Em defesa da Petrobras, do Pré-Sal e das riquezas nacionais deve ser nossa posição. Não devemos nos abalar com o Golpe. A Luta Continua pelo Estado de Direito e pela Democracia Igualitária. O Brasil é nosso por direito constitucional, de todos por igualdade social. 
Momento histórico em que a infâmia está acima das Virtudes e do Direito. O Circo mantém o espetáculo grotesco, mas não terminou. 

Com Dilma Rousseff pela Democracia. Erros de gestão orçamentária não é crime. Qual o crime pessoal? A Lei não consegue prescrever. A Constituição é clara. A perversidade é sombria e negra.
 Tortura-se em nome de quê?
Sou brasileira em defesa das conquistas sociais, sobretudo do povo trabalhador que sustenta o Brasil com o suor de seu corpo a cada dia.
 Respeito aos votos de 54.501.118 eleitores. 
Grande infâmia. Não Ao Golpe.

Nenhum comentário: