sábado, 24 de outubro de 2015

CONFIGURAÇÕES CELESTES

         Resposta: Sim, meus caros amigos/as e curiosos internautas, continuo pensando, estudando, observando e apreendendo o significado dos ciclos planetários, e, atendendo clientes escolhidos a dedo. A Astrologia profunda merece um nobre espaço intelectual. Fico em mergulhos constantes entre pensadores, autores instigantes, para alimentar minha inteligência, e, sempre retorno ao reino dos céus estrelados, vivendo a grandeza do Firmamento com seu significado mitológico e simbólico.
      Caminho com olhar reflexivo o ciclo dos Astros: Sol, Lua e Planetas, desde o início dos anos 1990, do século passado. Para quem trilha esta estrada celeste é interessante observar tanto as datas de nascimento de pessoas como os acontecimentos vividos, e acompanhar a sincronicidade – Céu e Terra. Realidade da vida individual e coletiva.


   











Não farei elucubrações astrais com interpretações, apenas mostro 3 (três) mapas e seus ciclos:  1990 – 1993 e 20015, tendo olhos em especial aos Planetas mais lentos – Saturno, Uranos, Netuno e Plutão. E por razões pontuais, anuais, o Planeta Júpiter. Claro que observo tudinho, minuciosamente; todos os astros e sinais do Universo que nos cercam. Peguem os mapas, as Efemérides, os programas na internet e façam uma viagem no espaço e no tempo. Ninguém ensina nada a ninguém, apenas aponta o que está escrito nas Estrelas.


2015, 1993 e 1990
Observação dos ciclos planetários em três tempos 

Nenhum comentário: