Páginas

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Quintaburiti - o prazer da leitura e partilha


          Ontem, 14 de maio 2015, amantes de livros se reuniram, mais uma vez, no Buriti Sebo Literário, Rio de Janeiro, no centro/coração desta cidade, para encontro mensal – Quintaburuti - onde cada um colocou o que encontrou de interessante, pertinente, no livro que está lendo ou que acabou de ler.
          Foram duas horas de atenções em torno de ideias ou reflexões de pensadores, autores, obras, e/ou matéria de alguma entrevista pela importância/peso. Marcos Cunha leu entrevista com Paulo Duarte - quem não souber quem é tá por fora - num Pasquim (1975). Antônio Bandeira leu com ênfase trechos sobre mazelas da escravatura em Casa Grande e Senzala de Gilberto Freire (1933). Ignez Mattos fez pontuais observações, e, eu Martha Pires, tendo acabado O Signo de Jonas, de Thomas Merton, relatei um pouco sobre sua trajetória humana e sobre esta obra que reli, renovada, depois de tantos anos.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Nenhum comentário: