Páginas

terça-feira, 5 de abril de 2011

Poema

Deus me fez
Insuportavelmente plural
cósmica
feminina
irada, intolerante
rebelde boca de fogo

Alma quente solar
acolhedora
doce como frutas
seca como abacate
firme como bambu
solta ao vento
libélula, papoula
filigrana

Corpo ágil
tigre, onça
afoita
imprevisível salto de gata
insuportável como raio no telhado

Deus me fez
camponesa, princesa
rude, refinada
Idiota, sábia
nada modesta
altiva

Deus não me fez
raposa
dúbia, ladina
nem dissimulada
medrosa

Deus me fez
insuportavelmente direta
tempestuosa
libertária

Deus me doou Alegria

> martha pires ferreira / abril 2011

3 comentários:

thomas disse...

Arrepiei. Eu sei bastante o quanto isso tudo resume vc.

Maysa disse...

Marta

Você vale mil poemas como esse. Escreve mais, amei lê-lo.Direto, irônico, muito você mesmo. Sobretudo alegre!
beijo
Maysa

Renata Lins disse...

Lindo, Marthinha! Adorei. E vc é inspiração sempre.Libertária e direta, insuportavelmente. Beijo grande!