Páginas

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Flores do bem

Querem saber de uma coisa?
Não quero saber de coisa alguma.
****
Como dizia meu amigo Chuang Tzu, 250 a. C.:
Ninguém parece saber
como é útil ser inútil.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

4 comentários:

Reynaldo disse...

Nem eu.

Anônimo disse...

Rey,
Em razão do seu "nem eu"...voltei-me,novamente, para as Obras Completas de João da Cruz.
Caramba! Vivemos exatamente a NOITE ESCURA da humanidade, mais uma vez.Entretanto é da escuridão que vem a Luz; ciclos da natureza, do Cosmo, do mistério insondável.
Bjs. aqui do alto de Santa Teresa.
martha

Reynaldo disse...

Se vivemos a Noite Escura, tem momentos que está que está mais claro, como as águas cristalinas que vi e me banhei na Chapada dos Veadeiros no final de semana passada. Ou os poemas de meu poeta preferido Manoel de Barros.
Rey

Anônimo disse...

ah, sim, beleza!
A grandeza da natureza e dos seres autênticos nos elevam! É luz na escuridão.
Você sabe que me refero aos engodos econômicos, políticos, sociais, governamentais, etc em plena Noite da Inteligência para um salto quântico >>> Manoeldebarroseano