Páginas

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Círculo de pessoas notáveis - Flores do Bem

 
Galileu, Ptolomeu e Copénico.
Capa de uma obra dedicada a Gelileu, 1592.
           Diálogo imaginário entre pessoas notáveis
                                                               Martha Pires Ferreira                
          Galileu, Ptolomeu e Copérnico. Paracelso, Erasmo de Rotterdam e Giordano Bruno. Kepler, Newton, Einstein e T. Chardin, todos conversando fraterna e amigavelmente, quando entra no meu imaginário Spinoza, Teresa d´Ávila e João da Cruz. Chega, sutilmente, Gandhi, D. T. Suzuki com Meister Eckhart, seguido de Henry Miller, Tagore, A. Schweitzer, Marx, C. G. Jung com Marie-Louise von Franz e Nise da Silveira. Ah, João XXIII com Thomas Merton, Helder Câmara e Mandela, quando se aproxima altiva Hannah Arendt com Noam Chomsky. A presença doce e divina de Jesus de Nazaré ao lado de pré-socráticos, Sócrates e Dalai Lama. É claro que Lao Tsé com Chuang Tzu e Li Pai caminham no meu círculo poético, libertário e transformador alquímico.
         Alguns loucos miseráveis anônimos e poetas desvairados ocupam lugar nobre. Todos sábios; matemáticos, geógrafos, astrônomos, filósofos, astrólogos, humanistas, cientistas, alquimistas e magos. Sim, sem esquecer-me, jamais, dos muitos magos das artes plásticas, música, literatura, cinema e tecnologias modernas a serviço das conquistas humanas e existenciais, todos, avessos viscerais das guerras; das espúrias conquistas em busca de poderes, riquezas alheias com saques, sangue e mortandade. Homens e mulheres que não pertenceram a qualquer pestilenta turbamulta de patifes articuladores em abomináveis guerras e saques de povos vizinhos ou não.
    Possível egrégio encontro de gênios criativos por um mundo humano, feliz e paradisíaco. Diálogo entre eleitos. Delírios meus.
                                      ___________________________

Nenhum comentário: