Páginas

sábado, 17 de novembro de 2012

Natureza - flores do bem


[suculenta ...]
Na sacada de minha janela contemplo, na jardineira, minhas amigas; as plantinhas variadas num convívio harmonioso e feliz. Ao longe a paisagem vegetal exuberante e majestosa encanta; acalenta meu coração e repousa meu olhar.
A natureza das plantinhas, vivendo em vasos, é sempre serena, doce e sábia.
[ vaso com alecrim]
Os vegetais suportam; ventos, sol, chuva, noites frias e dias secos. Nada reclamam. Não há discórdias, nem desentendimento, entre elas. Fazem surpresas em flores e frutos; agradecem nossa presença afetiva. Se pedirem terra, devemos dar-lhes, se pedem água, regamos, se pedem presença saibamos entender; é receber sutilezas.
 [coroa da imperatriz - só floresce uma vez por ano em fins de outubro ou início novembro]
As plantas emanam mistério. Só percebe isto quem as aprecia e cuida com zelo e alegria.  
Neste período do ano, com a primavera florindo, os sabiás e os bem-te-vis cantam divinamente.            [ hortelã - pimenta, nem sei o nome certo, ótimo tempero]
 Plantinhas tão queridas. Sim, plantinhas, plantinhas. Amorosas plantinhas.                                                                                                                        
[ na mesma janela vejo a goiabeira florida, no quintal ]
Sem o convívio com a Mãe Natureza eu não poderia viver. / martha.
______________________________________

Nenhum comentário: