Páginas

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Tapetes, enquanto penso nos refugiados

O que estamos, realmente, fazendo para humanizar este planeta Terra entupido de medíocres hipócritas que só visam o bem/felicidade pessoal? A bomba molecular explodindo. 
Sempre gostei de desenhar tapetes. Que os refugiados tenham onde se acolher, 
viver, trabalhar, descansar. O SOL nasce para todos a cada dia.




TAPETES. Desenhar é ato de liberdade. Com lápis grafite ou de cor, pastel oleoso ou aquarela. Viajo na imaginação enquanto aguardo. Quem acolherá refugiado?
---------------------------------------------

Nenhum comentário: