Páginas

sábado, 14 de junho de 2014

Cântico dos Cãnticos

              Epílogo

Quem é essa que sobe do deserto
apoiada em seu amado?

Sob a macieira te despertei,
lá onde tua mãe te concebeu,
concebeu e te deu à luz.

Grava-me
como um selo em teu coração,
como um selo sobre o teu braço;
pois o amor é forte, é como a morte!
Cruel como o abismo é a paixão;
suas chamas são chamas de fogo
uma faísca de Iahweh!
As águas da torrente jamais poderão
apagar o amor,
nem os rios afogá-lo.
Quisesse alguém dar tudo o que tem
Para comprar o amor...
Seria tratado com desprezo. 

    [Cântico dos Cânticos de Salomão / 8,6-7]
~~~~~~~~~~~~~~~~

Nenhum comentário: