Páginas

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Papa João XXIII - Os dez mandamentos da serenidade


 O doce e humaníssimo João XXIII anunciando ao mundo a abertura do Concílio Ecumênico Vaticano II, 1962.
_________________________________
Os dez mandamentos da serenidade     -    João XXIII

1 - Só por hoje tratarei de viver exclusivamente este meu dia sem querer resolver o problema de minha vida todo de uma vez.
2 - Só por hoje terei o máximo cuidado com o meu modo de tratar os outros: serei delicado nas minhas maneiras, não criticarei ninguém, não pretenderei melhorara ou disciplinar ninguém senão a mim.
3 - Só por hoje me sentirei feliz com a certeza de ter sido criado para ser feliz não só no outro mundo, mas também neste.
4 - Só por hoje me adaptarei às circunstâncias, sem pretender que as circunstâncias se adaptem aos meus desejos.
5 - Só por hoje dedicarei dez minutos do meu tempo a uma boa leitura, lembrando-me que, assim como é preciso comer para sustentar meu corpo, assim também a leitura é necessária para alimentar a vida de minha alma.
6 - Só por hoje praticarei uma boa ação sem conta-la a ninguém.
7 - Só por hoje farei uma coisa de que não gosto e se for ofendido nos meus sentimentos procurarei que ninguém o saiba.
8 - Só por hoje me farei um programa bem completo do meu dia. Talvez não o execute perfeitamente, mas em todo caso vou fazê-lo. E me guardarei bem de duas calamidades: a pressa e a indecisão.
9 – Só por hoje ficarei bem firme na fé de que a Divina Providência se ocupa de mim como se existisse somente eu no mundo – ainda que as circunstâncias manifestem o contrário.
10- Só por hoje não terei medo de nada. Em particular, não terei medo de gozar do que é belo e não terei medo de crer na bondade.
      Durante doze horas de um dia posso fazer o bem, o que me desanimaria se pensasse que teria de fazê-lo durante toda a minha vida.
  (arquivo: pág. 116 de um livro de Frei Betto /referências a João XXIII – Testemunhos e reflexões)
 Trabalho pastoral de João XXIII desenvolvido da Turquia, Bulgária e Grécia  ainda bispo - conciliando católicos e ortodoxos.
Rabino-mor de Israel, Isaac Herzog, escreveu famosa carta para João XXIII assim que este foi eleito, agradecendo pela ajuda na tentativa de salvar judeus romenos.João XXIII recebe um padre do Japão, xintoísta  em 1962. Encontro fundamental para a Igreja se aproximar de todos os povos e todas as nações.
________
"Por que deveriam os recursos do gênio humano e as riquezas dos povos serem aplicados mais frequentemente para fabricar armas - perniciosos instrumentos de morte e destruição - do que para aumentar o bem estar de todas as classes de cidadãos e particularmente das classes mais pobres?" João XXIII
_____________________________

Nenhum comentário: