Páginas

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Flores do Bem

Oração de Thomas Merton
Na Liberdade da Solidão
/ Ed. Vozes, 1961 – pág 75.
[Tradução do original inglês das religiosas da Companhia das Virgem, Petrópolis, RJ]

Senhor, meu Deus, não sei para onde vou. Não vejo o caminho diante de mim. Não posso saber com certeza onde terminará. Nem sequer, em realidade, me conheço, e o fato de pensar que estou seguindo a Tua vontade não significa que, em verdade, o esteja fazendo. Mas creio que o desejo de Te agradar te agrada realmente. E espero ter esse desejo em tudo que faço. Espero que jamais farei algo de contrário a esse desejo. E sei que, se assim fizer, Tu me hás de conduzir pelo caminho certo, embora eu nada saiba a esse respeito. Portanto, sempre hei de confiar em Ti, ainda que me pareça estar perdido e nas sombras da morte. Não hei de temer, pois estás comigo e nunca me abandonarás, para que eu enfrente só os perigos que me cercam.
________________

My Lord God, I have no idea where I am going. I do not see the road ahead of me. I cannot know for certain where it will end. Nor do I really know myself, and the fact that I think that I am following your will does not mean that I am actually doing so. But I believe that the desire to please you in fact please you. And I hope I have that desire in all that I am doing. I hope that I will never do anything apart from that desire. And I know that if I do this will lead me by the right road though I may know nothing about it. Therefore will I trust you always though I may seem to be lost and in the shadow of death. I will not fear, for you aver with me, and you will never leave me to face my perils alone.

- Thoughts in Solitude – c/Abbey of Gethsemani

__________________________

2 comentários:

Anônimo disse...

Incrível esta oração. Acho que serve até mesmo para um ateu convicto.
Reynaldo

Raul Motta disse...

Martha,
é sempre uma alegria ver/ler palavras do Merton!
Abraços, bons caminhos!