sábado, 5 de abril de 2008

Reflexões


Bertrand Russell
Matemático e Filósofo inglês (1872)
Prêmio Nobel - 1950

“Para que uma civilização científica seja uma boa civilização, é preciso que o aumento do conhecimento humano seja acompanhado por um aumento de sabedoria, termo este que está sendo empregado no sentido de uma concepção justa dos fins da vida. Isto é algo que a ciência não proporciona por si mesma. Consequentemente, em si mesmo, o aumento dos conhecimentos científicos não é suficientes para garantir qualquer progresso genuíno, ainda que seja uma das condições necessárias para esse progresso.
Os novos poderes que a ciência deu ao homem só podem ser manejados de maneira segura por aqueles indivíduos que, através do estudo da História ou da sua própria experiência de vida, conseguiram adquirir certo respeito para com os sentimentos humanos e alguma ternura para com as emoções que dão colorido à existência cotidiana de todos nós.
É preciso não permitirmos que a técnica científica constitua a cultura única dos detentores do poder.
O objetivo do governo não reside meramente em obter prazer para os governantes, mas em tornar tolerável a vida dos governados.
Um mundo desprovido de afeições e de deleites é um mundo desprovido de valores. O manipulador científico não pode esquecer-se desses fatos e quando ele os tem presentes, a sua situação pode ser inteiramente benéfica.”



Nenhum comentário: