Páginas

segunda-feira, 21 de maio de 2012

C. G. Jung - Lo inconsciente

    Jung cortando lenha - gostava da vida simples do campo 
          Leio em espanhol, uma das joias de C. G. Jung, Lo incosnciente, 12ª edición/Editorial Losada S. A., 2003, Buenos Aires. Já li suas reflexões profundas, sobre a vida interna e externa, abordagem desse livro, em português, mas não tenho a fonte; o volume onde se encontra. Suas obras completas existem em português.
          Recomendo esta viagem, este mergulho intelectual, que é ler Jung, para a compreensão da sua visão de inconsciente pessoal e coletivo. Vivência interna e externa. Tipos psicológicos. A natureza dos temperamentos nos diferencia na riqueza e complexidade que somos cada um no processo pessoal, penoso e transformador que é o da individuação; verdadeiro processo alquímico.
          Jung sempre me surpreende como um eterno bom velho mestre. Dos seus seguidores poucos me atraem além de Marie Louise Von Franz e Nise Magalhães da Silveira. Ler e reler Jung me basta para mergulhos cada vez mais interiorizados, para o conhecimento das energias que impulsionam nossa vida cotidiana da escuridão à luminosidade, do nascimento à morte, das experiências do relativo à transcendência.
          Para Jung não há separação do processo interior e exterior; somos Uno. Caminhamos em espiral, atentamente, para níveis cada vez mais depurados e aperfeiçoados.
          Jung é um dos preciosos companheiros em minha vida. Qualquer um pode compartilhar com ele nas viagens pessoais. Tenho a alegria de ter muitos sábios, santos e loucos criativos que fazem parte de minha jornada terrena. mpf __________

2 comentários:

Anônimo disse...

mpf, uma aragem de ventania na minha estrutura mental.

Anônimo disse...

Jung sopra >>>> são chaves para a inteligência se refinando......
martha