Páginas

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Sobre o absoluto Tao

Estive silenciosa em retiro>> ausente do mundo
>> presente no Cosmo >> bebendo na fonte do Absoluto
que fica em todas as partes e em nenhuma
>> sem centro ou periferia >> apenas presença.

Sobre o absoluto Tao

Lao Tsé (poeta chinês – cerca de 604 a. C.)

O Tao de que se pode falar
Não é o Tao absoluto.
Os nomes que podem ser dados
Não são nomes absolutos.

O indizível é a origem do Céu e da Terra.
O denominado é a mãe de todas as coisas.

Portanto:
Há quem muitas vezes se dilacere de paixão
Para ver o segredo da vida;
Há quem muitas vezes encara com paixão a vida;

A fim de ver suas formas manifestas.
À ambos podem ser chamados o Mistério do Cosmo.
São da mesma natureza,
A qual se dá diversos nomes
Quando se tornam manifestos.

Ambos podem se chamados o Mistério do Cosmo.
Abarcando o Mistério e o Mistério mais profundo,
Eis a porta do segredo de toda vida.
___
O pensamento de Lao Tsé -
tradução da versão alemã – H. von Glasenapp.

_______________________

Nenhum comentário: