Páginas

sábado, 28 de novembro de 2009

Astrologia é ciência do absoluto.

Notas de aula
Evolutivo - Dom Neroman
____
Tudo é cíclico, tudo é evolução ondulação constante para Dom Neroman. O estudo dos ciclos anuais foi a base fundamental das pesquisas e originalidade nos achados de Dom Neromam.
Dom Neroman (18/06/1884 - 1953), engenheiro civil de Minas, foi presidente fundador do Colégio Astrológico da França / Collège Astrologique de France. Criticado e pouco compreendido por astrólogos em geral e ainda o é, até hoje. Para ele as progressões secundárias e a simbólica são fictícias, pura virtualidade.
Seu método de trabalho foi muito pessoal. Dom Neroman baseou-se na Astrologia tradicional, mas deu singular contribuição à Astrologia. Em 1936 publicou as suas teorias sobre o Evolutivo. Criou um método de interpretação do Destino Humano que ele chamou de Evolutivo ou Fatum, ou ainda de Sensitivo. Sensitivo é o Meridiano do Destino Terrestre. Quem gira é a Terra, o sensitivo anda na Terra, observa-se pelo Mapa Natal da pessoa.
Sintetizando poderíamos dizer que ele concluiu a partir do ponto Zero do Meio Céu ser o início do refluxo do processo de evolução do ser humano. Uma determinante do destino individual; a trajetória que não podemos fugir.
A partir do grau exato do Meio Céu, do Meridiano do local de nascimento, inicia-se o percurso da Vida que Dom Neroman chamou de Antena Evolutiva ou Antena do Destino. É a lei do Evolutivo que fornece o ângulo de rotação do Fatum a todas as idades. Este ponto gira no movimento diurno, a partir do Meio Céu, ao ponto oposto, Fundo do Céu. O Sensitivo prepara a criança para viver a sua trajetória de vida em sua evolução espiritual.
A Antena Evolutiva não é um ponto do céu cósmico, mas sim um ponto da Terra. Meio Céu é o ponto do cosmo e a Antena o ponto que se movimenta, a partir do Meio Céu. Antena Sensitiva era como ele denominava o caminho da pessoa em sua vida. A Antena marca a nossa trajetória no Planeta Terra. Nascer é enfrentar a vida e a morte a cada instante.
Fatum - do Latim significa fatalidade, sina, tempo fixado pelo destino, predição divina. Fato - predeterminação cega à qual estamos submetidos aos próprios deuses.
“A Astrologia é um relógio”, diz Neroman. Ele compara o Céu a um relógio (interno). Nossa evolução se dá no sentido do relógio. O movimento do relógio é o movimento inverso daquele da matéria, é o movimento do Espírito.
O Fatum, ou seja, o Evolutivo é o deslocamento da linha (antena) a partir do Meio Céu da Carta Natal. Movimento como os Nodos Lunares (19 em 19 anos), no sentido do relógio.
Dom Neroman nas suas pesquisas sobre a evolução do Sensitivo não se inspirou por cálculos da evolução vital do ser humano. Ele procurou fazer estudos pré-natais, desde a fecundação.
O Ascendente é a antena ativa do comportamento que eu escolho por liberdade relativa, por livre arbítrio.
O Evolutivo é a antena receptiva, determinada. Destino que eu não posso fugir, ele está traçado. Seu movimento é no sentido inverso da Carta Natal, segue o movimento horário, o Espírito que anima a matéria. Revela as fases da evolução: corpo, mente e alma. O Zodíaco é o emissor e o Mapa natal é o receptor.
O Meridiano do nascimento - Meio Céu - indica o caminho humano/espiritual do nativo. Ele nos fala da espiral evolutiva aplicada à evolução.
Nos Upanishads, Brahma é “sopro ordenado do cosmo.”
“O que fica no alto é como o que está embaixo, afim de que se realize o milagre da unidade.” Hermes Trimegisto.
O Zodíaco é o macrocosmo, o emissor de influxos / o Fatum-Evolutivo é o nosso percurso no microcosmo, o sensitivo receptor. O macrocosmo é um princípio semelhante do Universo na sua relação análoga com o homem que representa o microcosmo: estrutura de átomo análogo a estrutura do sistema solar - os Planetas em torno do Sol, uma pequena estrela de 5ª grandeza, não uma estrela de 1ª magnitude.
Todo o tema de nascimento é um “instante fotográfico” do céu com as antenas receptivas ao minuto mesmo onde o ser é inundado dos influxos cósmicos.
Para ele nos primeiros nove meses de vida, o espírito, ao encarnar, vivencia tudo o que o homem já viveu. Razão porque nos primeiro anos da vida da criança tudo é vivenciado com rapidez; cresce e se desenvolve. Depois com a idade o organismo desacelera. Quanto mais idade mais difícil enfrentar obstáculos. A velocidade decresce na idade madura e mais ainda na velhice, onde tudo é mais lento.

Dom Neroman pontuou quatro ciclos distintos na vida do nativo:
1º ciclo - 0 a 2 anos e 2 meses aproximadamente.
2º ciclo - 2 anos e 2 meses a 9 anos e 8 meses.
3º ciclo - 9 anos e 8 meses a 38 anos e 4 meses.
4º ciclo - 38 anos e 4 meses a 120 anos.
________________
Bibliografia / Dom Néroman

*Planetes et Destins (Paris, Maurice d’Hartoy Ed. 1933).
*Les Présages à La lumière des Lois de l’évolution (Paris – Imprime em Belgique, Collège Astrologique de France, 1937).
*Traité d'Astrologie Rattionnelle (Paris, Ed. “Sous le ciel, 1943).
*Grande Encyclopédie illustrée de Science Occultes (Paris, Ed. Argentos, 1952).

(Rio, 22 de março de 2008)
_________________

Um comentário:

San_flower disse...

Martha,
Como sempre você é uma pessoa que usa da arte da interpretação como "arte maior", talvez seu dom de aartista plástica seja o elo, pois algo mais e numa estética distinta é o conhecimento que nos passa.
Devo estar te procurando talvez este mês ainda.
Queria pedir autorização pra colocar seu texto na minha comunidade de Astrologia e Autoconhecimento no Orkut, devidade citada sua autoria, caso decline da permissão, compreenderei.
Beijos
saudosos de nossas tardes de estudos em Copacabana
Sandra Helena